Alderico Sena
 
O Brasil como está é que não pode ficar, não temos mais Partidos políticos de esquerda, direita e de centro que defendam seus programas e estatutos, hoje já são trinta e dois partidos no Brasil, onde entendemos que o ideal seria bem menos. No Brasil criam-se mais Partido Político, Igreja e Sindicato do que estabelecimentos de ensino que é a base de uma nação.
As mudanças sociais, culturais, econômicas e políticas só acontecerão se o eleitor colocar em prática mudanças comportamentais, com consciência política,  para impor aos pretensos candidatos a cargos eletivos, respeito ao voto do eleitor, responsabilidade e honestidade na condução do mandato.
O momento é de reflexão e de ação, querer é poder, considerando que o representante da cidadania, a escolha é do eleitor e também “O cidadão que não conhece os seus direitos, não tem o direito de lutar por eles”, escreveu Ruy Barbosa.
É preciso acabar com a cultura política “do que é dando que se recebe” político não é para dar nada a ninguém. A sociedade precisa entender que o instrumento da sabedoria, ideias e projetos é que beneficia uma coletividade no que concerne a educação, saúde, segurança, transporte, geração de emprego, melhor distribuição de renda, dentre outros benefícios em prol do povo e para o povo.  
Cidadãos pensem no amanhã das crianças e apliquem a CPI do eleitor que é o voto consciente, precisamos coibir que os maus políticos e aqueles que prestaram desserviço ao Brasil “FICHAS SUJAS” não devem continuar nos PODERES EXECUTIVO, LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO, conduzindo e deliberando os destinos da sociedade e do Brasil. QUERER É PODER COM AÇÃO E NÃO OMISSÃO.
Vamos iniciar uma nova cultura de VOTAR NO SER E NÃO NO TER do candidato, visando o NÓS e não o EU para o Brasil ter NOVOS RUMOS O problema do Brasil não é econômico, é social. São muitos com poucos e poucos com muitos recursos. É inadmissível ainda em pleno Século XXI, existirem professores, empregadas domésticas e outros trabalhadores no interior do estado ganhando abaixo do salário mínimo.
Mudar o modelo de VOTAR para melhorar o perfil dos representantes do povo é preciso pois é só avaliar os últimos escândalos de corrupção praticados contra o erário público e a sociedade. Com bons políticos teremos eficiência e eficácia de gestão pública e poderemos garantir direitos constitucionais tais como: educação, cultura, saúde, segurança, assistência social, ciência e tecnologia, previdência social, seguridade social, meio ambiente, dentre outras políticas públicas de qualidade.
O Movimento dos Aposentados, Pensionistas e idosos do PDT, convida a Sociedade organizada para defender o Movimento da Reforma Política Já, com financiamento público de campanha, a exemplo dos Movimentos Estudantil em 68 e as Diretas Já em 85, como única forma de transformação de organizacional dos Partidos, acesso a todo e qualquer cidadão a disputar uma eleição em igualdades de condições e vetar o financiamento de pessoas jurídicas à candidatos para a moralização do Sistema Eleitoral e do Setor Público no Brasil.   .
Vamos acabar com essa história de que na política no Brasil só tem corrupto e que não tem mais jeito! O jeito quem tem que dá são os eleitores, votando consciente porque nem todos os políticos são iguais, é só levantar informações do caráter do candidato. Caráter não tem preço. Quem nasce honesto, morre honesto. Observem o que está escrita na cartilha do MPF “Quando o eleitor troca o voto por um favor pessoal, elege um candidato corrupto e prejudica milhões de brasileiros, inclusive a sua família”.
Em outubro, teremos eleições, este é o momento do eleitor aplicar a CPI DO ELEITOR nos “FICHAS SUJAS” para expurgar os maus políticos.  Eleitor chegou a hora de separar “O JOIO DO TRIGO” utilizando a estratégia de não anular e nem votar em branco para não passar cheque em branco a candidato inescrupuloso com as questões do povo e dos municípios brasileiros.
Lembramos que o acompanhamento do mandato do representante do povo não é só dos órgãos fiscalizadores é também uma responsabilidade do eleitor, basta consultar o site: www.portaldatransparencia.gov.br para ver as “FICHAS SUJAS”. Eleitor quem não gosta de política é governado por quem gosta. Pare, pense e vote consciente.
 
Alderico Sena
Especialista em Gestão de Pessoas, Coordenador de Pessoal da Assembleia Estadual Constituinte – 1989, Presidente Estadual e Membro e Vice Nacional do Movimento dos Aposentados, Pensionistas e Idosos do PDT- Partido Democrático Trabalhista


banner adv

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player