Resultado de imagem para alderico sena

Toda atitude do ser humano é ato político. “O pior analfabeto, é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, não participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato, e do remédio, depende das decisões política. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia política. Não sabe o imbecil, que da sua ignorância nasce à prostituta, o menor abandonado, assaltante e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, o corrupto e o espoliador, das empresas nacionais e multinacionais”. Bertolt Brecht.

Eleitor, quem não gosta de política é governado por quem gosta. Em outubro de 2020 teremos nova eleição para a escolha dos Prefeitos e Vereadores nos 417 municípios do Estado da Bahia e nos 5.570 municípios brasileiros. O eleitor tem o dever de responder nas urnas se quer manter ou substituir Prefeito/Vereador/Partido/Grupo político para a moralização da coisa publica. É hora de ação, consciência política e não a omissão, visando reduzir a crise moral e política que assola o País. A única ARMA do eleitor é o voto consciente, não deve votar em branco e nem nulo para não continuar passando cheque em branco aos políticos malfeitores que aplicam “O dando que recebe” e assim continuar a contribuir na eleição e reeleição de políticos não comprometidos com as causas coletivas e o crescimento dos municípios. A República Federativa do Brasil constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos: a soberania, a cidadania, a dignidade da pessoa humana; os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Só poderemos ser uma sociedade livre, justa e solidária e garantir o desenvolvimento nacional, se cada eleitor exercer a cidadania, visando o crescimento e o desenvolvimento dos municípios, estados e do País para a geração de emprego, melhor distribuição de renda e a redução das desigualdades sociais. São direitos sociais da sociedade em retorno aos impostos, educação, saúde, alimentação, trabalho, moradia, transporte, lazer, segurança, saneamento básico e tantos outros serviços amparados na Constituição. Cada cidadão tem o direito de viver, de ser livre, de ser respeitado, não sofrer preconceito por causa do seu sexo, de sua cor, da sua origem, ou por qualquer outra causa. Esses direitos são invioláveis e não podem ser tirados de ninguém. É importante lembrar que o cidadão tem direito e também deveres na defesa da coisa publica, visando o bem comum e um Brasil melhor para todos.

Uma observação importante para governantes e dirigentes de instituições públicas. O servidor público precisa de mais capacitação para ter conhecimento das suas atribuições e o dever de servir bem ao público com qualidade no serviço, respeito, ética, profissionalismo, responsabilidade, compromisso e dignidade para preservar o objetivo da Instituição que serve. Ser cidadão é cumprir bem seus deveres para prevalecer seus direitos. Frase do Rui Barbosa “Quem não luta pelos seus direitos não é digno deles”!  

Alderico Sena – Bacharel em Teologia Sociedade e Política, Especialista em Gestão de Pessoas e Coordenador de Pessoal da Assembléia Estadual Constituinte de 1989 – www.aldericosena.com

 


Prefeitura de Salvador

banner adv

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player