A possibilidade de inserir os recursos de reconhecimento facial e videomonitoramento em prédios institucionais e espaços públicos, foi o tema do encontro entre o presidente da Câmara Municipal, vereador Geraldo Júnior (SD), e o secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, na manhã desta quinta-feira (11). O diálogo com o Legislativo Municipal foi para discutir se alguma legislação específica poderia ajudar na ampliação do uso desses equipamentos, que já são utilizados nas estações de metrô da cidade, e também em grandes eventos como o Carnaval, a Micareta de Feira de Santana e no entorno da Arena Fonte Nova durante os jogos da Copa América.

Aberto sempre ao diálogo entre os poderes das diversas esferas, Geraldo Júnior destacou a importância do papel da Câmara Municipal no debate sobre as melhorias para a população de Salvador. “A segurança pública compete ao Estado, mas nós também podemos fazer o nosso papel e ajudar a fortalecer o uso de equipamentos tão importantes para a segurança da população. Mais de 30 pessoas já foram presas em toda a Bahia através do reconhecimento facial. Ter estes equipamentos nos órgãos públicos municipais e também nos espaços públicos vai garantir o ir e vir e o lazer da população com segurança e tranquilidade. A Câmara quer o melhor para Salvador, este é o trabalho que todos os vereadores têm se empenhado bastante, garantir que o futuro da cidade passe pela Câmara Municipal”, concluiu.  



Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player



banner adv