Foto: Max Haack/Secom 

Resultado de imagem para Nova Rua Miguel Calmon é mais um convite para que Salvador curta o Comércio

O Comércio está na moda. Além de uma intensa programação cultural, que começa neste final de semana, com o Festival da Primavera, o bairro onde Salvador nasceu como primeira capital  do país está cada vez mais preparado para receber baianos e turistas. Hoje (20), uma outra ação realizada pela Prefeitura confirma a tendência de reocupação dessa parte do Centro Histórico da cidade, que é o foco inicial do programa #vemprocentro, lançado pelo município na semana passada: a inauguração da nova Rua Miguel Calmon, a principal artéria do Comércio, que foi totalmente requalificada. 

“Estamos fazendo história. Vamos deixar um legado de transformação para a primeira capital do Brasil. De uma vez por todas, é chegada a hora de gente fazer uma grande virada para o Centro Histórico. E essa virada passa pelos investimento de R$300 milhões que a Prefeitura faz em toda a região, algo que seria inimaginável há algum tempo. E o Comércio tem a nossa atenção especial, com várias ações já entregues, como essa de hoje, outras que estão em andamento e as que ainda vão acontecer”, disse o prefeito ACM Neto. 

A solenidade de inauguração da Rua Miguel Calmon aconteceu na requalificada Praça do Riachuelo, ao lado de um dos prédios históricos da cidade, o da Associação Comercial da Bahia. Também estiveram presentes no ato o vice-prefeito e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas, Bruno Reis, e autoridades como o próprio presidente da Associação Comercial, Mário Dantas.  

Intervenções - A Rua Miguel Calmon passou por melhorias na pavimentação e serviços de macro e microdrenagem, além de ganhar novo mobiliário urbano e ciclovia de 1.1km desde as imediações do Mercado Modelo até a entrada do Plano Pilar. O investimento foi de R$4,8 milhões, com recursos provenientes de financiamento junto à Caixa Econômica Federal, e incluiu ainda, como informado acima, a revitalização da Praça Riachuelo, que passou a contar com piso intertravado.

A Miguel Calmon também está mais verde. A Prefeitura plantou no local 91 novas árvores de espécies de médio porte, que irão servir de compensação à emissão de gás carbônico dos veículos que trafegam no local, garantindo mais sombreamento, inclusive nos espaços de descanso com bancos que foram implementados.

As calçadas ganharam concreto lavado com detalhes em pedras portuguesas e itens de acessibilidade, como rampas, piso tátil e passagem de pedestres. A iluminação foi modernizada com a implantação de lâmpadas em LED. A intervenção na Rua Miguel Calmon integra o projeto Ruas Completas, conduzido em todo o país pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e pela entidade World Resources Institute (WRI), em parceria com o Instituto Clima e Sociedade (ICS).   

Outras iniciativas - O prefeito lembrou que, além das obras de infraestrutura, a Prefeitura tem adotado outras estratégias para garantir a ocupação do Comércio e do Centro Histórico. “Quem tem no Comércio seu principal destino profissional pode ver hoje uma rua redefinida, redesenhada. De um lado, estamos investindo em obras de infraestrutura, mas também na transferência dos órgãos da Prefeitura para cá. Em outubro, vamos inaugurar a sede Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis) e, também em outubro, a da Secretaria de Cultura e Turismo (Secul)”.

São ações que integram o programa #vemprocentro, que também vai estimular moradias no Comércio. ACM Neto citou outros investimentos no bairro, como a requalificação da Praça da Inglaterra, já entregue e que vai receber shows e eventos do Festival da Primavera neste final de semana, bem como a inauguração do Hub Salvador, que funciona a pleno vapor como referência nacional na área de tecnologia e startups. O prefeito anunciou ainda que, nos próximos dias, serão iniciadas as obras de restauração da Casa dos Azulejos, que vai abrigar o futuro Museu da Música. "Também iremos requalificar totalmente o Mercado Modelo", revelou. 

“A partir desses investimentos, a iniciativa privada começa a acompanhar, também investindo em equipamentos privados. A permanente programação cultural que queremos realizar no Comércio, como já fazemos no Pelourinho, vai estimular isso. O Festival da Primavera é só o primeiro passo", salientou ACM Neto. 

"A Prefeitura tem adotado uma estratégia correta de ação aqui no Comércio. Essa obra na Rua Miguel Calmon valoriza ainda mais o bairro. Mas a principal obra dessa gestão tem sido o resgate da autoestima, do amor e do orgulho da população da cidade pelo Centro Histórico e por toda Salvador", declarou o presidente da Associação Comercial da Bahia, Mário Dantas. 

"Com essas iniciativas, convidamos as pessoas a virem ao Centro Histórico. A Rua Miguel Calmon passa a contar com novo mobiliário, pavimentação e com áreas arborizadas. O conceito que procuramos buscar é reconstruir a cidade para as pessoas", afirmou o vice-prefeito Bruno Reis. 

Mais ações – Assim como as melhorias na Rua Miguel Calmon, outras intervenções da Prefeitura também têm contribuído para o desenvolvimento econômico e ocupação do Centro Histórico. A região é o palco principal do Festival da Primavera neste ano, recebendo atividades como shows, teatro, esporte, feiras de rua, poesia e ações de lazer para toda família.

Vale lembrar que o bairro tem sido alvo de uma série de melhorias nos últimos anos. Muitas delas já concluídas, como a requalificação da Praça da Inglaterra e entrega do Hub Salvador, e outras em andamento, a exemplo das revitalizações da Praça Marechal Deodoro e do Elevador do Taboão. Dentro dessa estratégia de ocupação, até o final de 2020, 80% dos órgãos municipais serão transferidos para o Comércio.

A localidade ainda será contemplada com a requalificação da Praça Cairu e com as implantações do Polo de Economia Criativa (Doca 1) e do Arquivo Público Municipal.


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player



banner adv