“Ações imediatas e tolerância zero para os arruaceiros”. Ordem de prisão em flagrante e punição imediata com a proibição de frequentar os estádios baianos três meses a três anos. Foi o que ficou definido e bem claro no final da reunião de ontem pela manhã no Estádio Governador Roberto Santos, com a presença de representantes de todos os órgãos que vão participar do trabalho de segurança durante a final do Campeonato Baiano, neste domingo à tarde, com o clássico entre Vitória x Bahia no estádio do Parque Metropolitano de Pituaçu.
A reunião contou com a presença do Batalhão Especializado no Policiamento em Eventos da Polícia Militar (BEPE), representantes da torcida Bamor e Imbatíveis, Ministério Público do Estado, Federação Bahiana de Futebol e a Transalvador.
Na “operação Ba-Vi”, um efetivo de quase mil policiais estará em ação antes, durante e depois do clássico Ba-Vi deste domingo no Estádio de Pituaçu, localizados em pontos estratégicos. Ciente do movimento #InvasãoTricolor45”, fomentado nas redes sociais onde os torcedores do Bahia se unem para comprar o ingresso da torcida do rival, descumprindo o estatuto do torcedor que prevê uma cota de 10% de ingressos para a torcida visitante e 90% para a mandante, o subcomandante do BEPE major Elbert Vinhático foi enfático e recomendou aos torcedores do Bahia que não tiverem ingressos, que não compareçam ao estádio. Leia mais no Tribuna.


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player



banner adv