O diretor-geral da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), Paulo Emílio Torres, encontra-se em Lima, capital do Peru, na 41ª reunião da Comissão Sul-Americana para a Luta Contra a Febre Aftosa (Cosalfa).  O evento começou ontem (10) e encerra hoje (11), no Hotel Sol de Oro com a proposta de avaliar a situação atual da febre aftosa de cada país, bem como os desafios e necessidades para a execução do Plano de Ação 2011-2020 do Programa Hemisférico de Erradicação da Febre Aftosa (PHEFA) para manter um status de livre de febre aftosa sustentável e permanente para as populações de animais sensíveis nas Américas.

“A pedido do presidente do Fórum Nacional dos Executores de Sanidade Agropecuária (Fonesa), Antenor Nogueira, pude representar o Brasil e a Bahia em um evento tão importante para a pecuária Sul-americana”, disse Paulo Emílio Torres que também é presidente da Sociedade Brasileira de Defesa Agropecuária (SBDA). Ele ainda informa que a Bahia possui o status de Livre de Febre Aftosa com vacinação e apresenta uma estratégia sanitária que orgulha toda a nação brasileira, diante de uma enfermidade de grande importância econômica.

O COSALFA reúne o setor oficial e privado de 11 países da América do Sul e um da América Central, dentre eles: Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Venezuela, Uruguai e Panamá, representados por suas máximas autoridades em saúde animal, para analisar e definir orientações sobre as oportunidades e desafios enfrentados para manter e expandir o sucesso alcançado em relação à Febre Aftosa. O evento é promovido pelo Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (Panaftosa), com o apoio do Serviço Nacional de Sanidade Agropecuária (Senasa) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Pesca (Minagri) do Governo do Peru.


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player




banner adv