Brasília - O secretário extraordinário de Segurança para Grandes Eventos, Andrei Rodrigues, fala sobre a formatura de agentes brasileiros no curso de capacitação para o combate ao terrorismo (José Cruz/Agência Brasil)

O secretário extraordinário de Segurança para Grandes Eventos, Andrei Rodrigues, fala sobre a formatura de agentes brasileiros no curso de capacitação para o combate ao terrorismo José Cruz/Agência Brasil

Mais de 2 mil pessoas já tiveram credenciamento "contraindicado" para participar de eventos ligados à Olimpíada de 2016, por representar "algum tipo de risco". Ao todo foram feitas cerca de 300 mil solicitações, entre jornalistas, atletas, condutores da tocha, entre outras funções que serão desenvolvidas nas instalações olímpicas, além de dirigentes e personalidades que integram o chamado movimento olímpico. “Recebemos os dados das pessoas que terão acesso às instalações e checamos se elas representam algum tipo de risco. Só de condutores da tocha foram mais de 12 mil pessoas. Do total, 2 mil foram classificadas como contraindicadas, em geral por terem algum histórico criminal, condenações ou registros policiais”, disse hoje (17) o secretário extraordinário de Segurança para Grandes Eventos do Ministério da Justiça, Andrei Rodrigues, durante a cerimônia de formatura de um curso que capacitou lideranças policiais brasileiras para o combate ao terrorismo. Ele explicou que ser classificado como “contraindicado” no processo de credenciamento para as Olimpíadas não impossibilita, pelo menos a princípio, que essa pessoa venha a ser credenciada posteriormente. Trata-se apenas de uma etapa em um processo que, ao final, decidirá se a pessoa terá ou não acesso às áreas onde os eventos olímpicos ocorrerão. De acordo com Rodrigues, procedimento similar foi feito durante a Copa do Mundo de 2014, no Brasil, e durante a Olimpíada de Londres, em 2012, quando foram analisados os dados de mais de 600 mil pessoas. Este procedimento é conhecido por background check.(Agência Brasil)


banner adv

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player