A Superintendência de Previdência (Suprev) recuperou R$ 2,7 milhões para os cofres do Estado, referentes a empréstimos consignados descontados dos benefícios previdenciários de aposentados e pensionistas já falecidos. A legislação determina que os valores descontados por entidades financeiras após o óbito dos beneficiários devem ser ressarcidos ao erário estadual. Os descontos consignados nos benefícios de falecidos ocorrem porque o comunicado do óbito à Suprev não acontece de forma instantânea. A Superintendência de Previdência recebe as informações sobre os óbitos dos servidores inativos e pensionistas pelo Sistema Informatizado de Controle de Óbitos (Sisobi) da Previdência Federal. Mas os cartórios de registros civis do estado ainda não estão todos interligados ao programa. Em muitos casos, o comunicado oficial do falecimento demora um tempo maior, sobretudo aqueles que ocorrem em municípios do interior. Quando a informação chega à Suprev, o desconto na folha de pagamento dos aposentados e pensionistas já foi gerado.


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player




banner adv