ba-093

A Bahia registrou, nos últimos 8 meses de 2017, 108 assaltos em pedágios. Apesar da Polícia Militar da Bahia (PM-BA) informar que intensificou o  patrulhamento nas rodovias estaduais onde estão localizadas as praças de pedágio por meio do Batalhão de Polícia Rodoviária, esse número tende a crescer, visto que  medidas mais eficazes não são tomadas. Ciente da situação e preocupado com a segurança dos baianos que trafegam diariamente por pedágios, o deputado estadual Sandro Régis (DEM) apresentou, na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), o Projeto de Lei nº 21.390/2015, que tem como finalidade tornar obrigatória a inclusão de cartão de débito entre as formas de pagamento nas praças de pedágio sob administração do Estado ou de concessionárias. O PL  já foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia. 

Nas rodovias que estão sob administração da  Concessionária Litoral Norte (CLN), o aumento de assaltos é de 200% em relação a 2016. Já naquelas administradas pela Bahia Norte, o acréscimo é de 47%.  Régis lembrou que, na ausência de legislação sobre a questão, as concessionárias vão continuar cobrando a tarifa da forma que lhes pareça mais conveniente, sem oferecer mais essa alternativa à população. “É inadmissível que a essa altura dos avanços tecnológicos no setor de pagamentos eletrônicos o usuário enfrente constrangimento ao efetuar o pagamento do pedágio por não ter dinheiro em espécie”, ressaltou o democrata.

Muitas pessoas estão submetidas à violência e demais ações criminosas dos bandidos. No mês de maio deste ano, um funcionário da concessionária Via Bahia foi baleado durante o assalto a um pedágio na BR-116, perto do município de Rafael Jambeiro, no Centro Norte baiano.  O rapaz foi encaminhado para o Hospital Geral Clériston Andrade, em Feira de Santana. “Não podemos permitir que a população baiana se submeta a esses bandidos. Eles coagem as pessoas, praticam o ato criminoso e muitas vezes até agridem! Não irei me calar diante dessa situação. Por uma questão de segurança as pessoas não circulam mais com dinheiro, a utilização de cartão de débito como forma de pagamento de produtos e serviços é urgente nos pedágios baianos”, declarou Sandro. 


banner adv

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player