Foto: Reginaldo Ipê

O vereador Odiosvaldo Vigas (PDT) defende que seja realizado um referendo para aprovar nomes de indicados para a função de gestor de Fundos do Município. O parlamentar apresentou à Mesa Diretora da Câmara de Salvador o Projeto de Lei nº 1778/18, que tornam obrigatórios o referendo e a aprovação dos indicados também pelos colegiados de Justiça e Redação Final e Finanças e Orçamento da Câmara. 
“Quando o assunto é política, uma palavra que tem cada vez mais força na sociedade civil é a transparência. Minha ideia é que a sabatina dos indicados seja pública e, a princípio, individual. O Poder Legislativo deverá ter acesso à trajetória pessoal e profissional do indicado”, afirma Odiosvaldo Vigas na justificativa da matéria.
O vereador destacou ainda que “é importante que o Executivo e Legislativo de Salvador atuem de maneira harmônica para que o futuro gestor de fundo tenha um bom desempenho técnico e profissional e que todo o processo seja divulgado no site oficial da Câmara”.


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player



banner adv