Encontra-se em tramitação na Assembleia Legislativa Projeto de Lei determinando a obrigatoriedade de instalar-se detetores de metais em todos os acessos às dependências, sem exceção das penitenciárias existentes no estado da Bahia com o objetivo de coibir a entrada ilegal de armas, celulares e outros objetos proibidos. Essa é a primeira proposição do deputado Euclides Fernandes na atual legislatura, iniciada no último dia primeiro, que além de coibir a entrada de objetos proibidos nas dependências das penitenciárias tem ainda a finalidade de proteger os agentes carcerários de chantagens sociais que colocam em risco a integridade física de seus familiares. Na justificativa o deputado assinala que “a proposição para colocação de detetores de metais em todos os acessos das unidades prisionais tem como principais objetivos vetar mais um caminho para a entrada de celulares e armas, assim como proteger a integridade física dos agentes carcerários e seus familiares, que hoje são vítimas de chantagem social. A partir do momento em que os cúmplices dos líderes presos identificam as residências e as rotinas das famílias dos agentes carcerários iniciam a chantagem obrigando-os a que levem os celulares para dentro dos presídios sob a ameaça de causarem danos físicos aos familiares dos agentes.” Ressaltou, ainda, a justificativa que há uma verdadeira contradição entre os rigorosos procedimentos de vistoria aos visitantes, o que torna quase impossível a entrada de algum visitante no presídio levando arma ou celular, e as inspeções periódicas realizadas pela Polícia Militar quando são encontradas incontáveis armas e celulares escondidos nas celas.


banner adv

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player