Divulgação 

Durante a visita da Comissão da Saúde a Policlínica da cidade de Feira de Santana, o líder do PSD na Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Alex da Piatã (PSD), classificou como absurda a situação de inadimplência por parte das prefeituras no repasse de verbas para manutenção do centro de saúde. O requerimento de realização da visita do colegiado nesta terça-feira (30) foi de autoria do pessedista. A policlínica de Feira de Santana é mantida por um Consórcio formado por 28 municípios, mas 12 estão com o repasse em atrasado. São elas: Pintadas, Riachão do Jacuípe, Santanopolis, Ipacaetá, Ipirá, Irará, Serra Preta, Água Fria, Baixa Grande, Candeal, Capela do Alto Alegre e Feira de Santana. “Dos 28, 12 municípios estão em atraso, sem pagar a participação: 50% da inadimplência é de Feira. Isso é um absurdo! No entanto, quero destacar que ela está bem gerida pelo consórcio, pacientes de todos os municípios continuam sendo atendidos. Todos funcionários recebendo em dia. Tudo em dia”, pontuou Alex. De acordo com o deputado, vai ser apresentado no âmbito da Comissão da Saúde uma solicitação para confecção de cartas a serem enviadas para as prefeituras inadimplentes com a Policlínica para entender e ajudar a encontrar saídas para efetivação dos repasses, importante para manutenção do local. Participaram da visita o presidente da Comissão, deputado Alan Castro (PSD), deputado José de Arimateia (PRB), deputado Niltinho (PP), o Ouvidor Geral do Estado, Carlos Geilson, e o coordenador das policlínicas, Nelson Portela.


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player



banner adv