Para fomentar novas iniciativas de negócios e fortalecer projetos já existentes, a Roda de Conversa “Mulheres Negras e Empreendedorismo” reuniu, no Centro de Referência da Cultura Afro-brasileiro de Lauro de Freitas, nesta terça-feira (07), lideranças femininas, profissionais comerciais e militantes do movimento negro. O evento foi realizado pela Superintendência de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e Ações Afirmativas (Supir).

Relatos sobre produção e participação do povo negro na economia brasileira, além de experiências locais, estimularam o debate das mulheres empreendedoras e as que desejam empreender. Coordenadora Executiva da Supir, Claudia Santos ressalta que a roda de conversa é uma forma de definir encaminhamentos para a elaboração de uma rede de fortalecimento do empreendedorismo feito por mulheres. “Em Lauro de Freitas existem muitas mulheres com força para os negócios, precisamos dar visibilidade e valorizar os trabalhos independentes” frisou.

Com foco no desenvolvimento da mulher como agente geradora de negócios, Lucy Góes, coordenadora executiva de Promoção da Igualdade Racial da Bahia (Sepromi), destacou o empreendedorismo como “o fazer acontecer”, sem perder de vista a vocação, a pesquisa de mercado e a boa gestão. “As mulheres negras sempre tiveram em sua essência o viés empreendedor, isso, desde a escravidão, quando tinham que vender produtos diversos para comprar alforrias. Ressignificamos esse processo para contemporaneidade, a fim de garantir a liberdade econômica” explicou.

Trazendo experiências do projeto de incremento de renda do Haiti (América do Norte), a palestrante Carla Galo reforçou a necessidade de implementação de políticas afirmativas. “Como voluntária da ONU Mulheres conheci a resistência do povo haitiano perante as catástrofes. Lá no país, são as mulheres que lideram a agricultura familiar e fomentam a geração de renda. As mulheres negras carregam uma dívida histórica e para fortalecer suas atuações trabalhistas é preciso investir também em linhas de crédito específicas”. Galo aponta o empreendedorismo de pequenos negócios como a solução econômica para os países emergentes.

Oportunidade

O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) será inaugurado no dia 13/05 em Lauro de Freitas, com ofertas de cursos nas áreas de beleza, comércio, comunicação, gastronomia, gestão, informática e técnicos. A gestora de Educação Profissional do Senac Lauro de Freitas, Andrea Bonfim, enfatizou a capacitação profissional como fortalecimento para empreendedores. “Viemos para a Roda de Conversa com intuito de contribuir com esse público. Muitas mulheres têm ideias de negócios e buscam por cursos que possam acrescentar em seus projetos” disse.   


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player




banner adv