A execução do Programa Água Doce (PAD) na Bahia foi destaque na abertura do Seminário da Associação Latino-americana de Dessalinização e Reúso de Água (Aladyr), realizada na manhã desta quarta-feira (22), no Hotel Wish, Salvador, Bahia. O Governo do Estado apoia o evento, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), coordenadora do PAD na Bahia, que tem a Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb) como interveniente na implantação dos sistemas, e a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), no apoio com a manutenção. 

Para o secretário do Meio Ambiente, João Carlos Oliveira, o evento é fundamental para ampliar e fortalecer uma consciência coletiva do uso sustentável dos recursos hídricos na América. "A água é o instrumento primordial da sustentabilidade. Garantir seu acesso para os diversos usos, em especial água de qualidade para o consumo humano, em um estado com 417 municípios, 5 biomas e características geográficas diversas, é um desafio. Hoje temos 238 sistemas de dessalinização implantados no semiárido baiano, com uma política de gestão integrada com o poder público municipal e sociedade civil, o que garante o sucesso dessa tecnologia social. Nossa meta agora é a implantação de mais 90 dessalinizadores na terceira etapa do PAD Bahia", afirmou o secretário.

Em funcionamento no Estado desde 2012, o convênio da Bahia é o maior no âmbito do Água Doce, o que coloca o Estado como referência na execução do programa junto ao Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR).


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player




banner adv