Divulgação / Ascom ALBA

O deputado Capitão Alden (PSL) quer que o Governo envie para apreciação do Legislativo projeto de lei que amplie o prazo da licença-paternidade dos policiais militares, bombeiros militares e policiais civis do Estado para 40 dias.
 
Na indicação em que faz a sugestão ao Governador Rui Costa, o Capitão lembra que, na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), já tramita a indicação 22.008/2017, de autoria do Soldado Prisco (PSC), que prevê a licença paternidade pelo período de 20 dias. Capitão Alden acha pouco, porque entende que “o pós-parto é reconhecido por especialistas como o período de maior vulnerabilidade na vida da mulher para o aparecimento de transtornos psiquiátricos”. O prazo de 20 dias consecutivos recentemente foi estendido aos militares das Forças Armadas através de lei federal.
 
O parlamentar enumerou uma série de benefícios que a medida produzirá, dentre eles a de que sua indicação “busca efetivar que a relação familiar da criança possa ser cada vez maior”. Assim, a licença-paternidade proposta “colaborará para que a criança tenha, nos seus primeiros meses de vida, ainda maior referência da família como espaço de integração social em um ambiente seguro para a boa convivência e dignificação da sua vida e personalidade”.


Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player



banner adv