Imprensa brasileira especializada em turismo aposta no novo Centro de Convenções

Veículos de imprensa de todo o Brasil, atuantes na produção de informações e conteúdo para o turismo, apostam que o novo Centro de Convenções de Salvador, na orla da Boca do Rio, irá alavancar o turismo de negócios e, consequentemente, trará reflexos positivos no mercado da comunicação em âmbitos local, regional e nacional. Comunicadores especializados de todo o país estimam que, a partir deste ano, a capital baiana voltará a captar eventos nacionais e internacionais, tendo lugar de destaque no turismo de negócios, estampando os principais jornais, revistas, sites e blogs do segmento.

Para Danilo Alves, jornalista e coordenador de Web da Editora Panrotas, situada em São Paulo, Salvador perdia espaço no turismo de negócios quando não tinha um lugar específico para realização de eventos de médio e grande porte. “Ao longo desses anos, a carência de um espaço fez muita falta. Foram perdidas muitas oportunidades, incluindo pequenas empresas e também grandes eventos”, assinala.

Como especialista no segmento, ele afirma que, com o fechamento do antigo Centro de Convenções, em 2014, a movimentação de visitantes que vinham à Salvador para trabalho ficou adormecida. “Acho que a cidade é muito conhecida para passeios de lazer. E sabemos que esse público é sazonal. São bons hotéis, bons produtos turísticos e boa comida. Toda essa estrutura também atende ao turista que viaja para negócios, para trabalho. O que faltava mesmo era o espaço. Quando se projeta, se pensa num evento, a primeira informação é onde ele vai acontecer. Salvador estava carente disso”, destaca Alves.

Segundo ele, o novo Centro de Convenções trará ganhos para todos que têm ligação com turismo, tanto na esfera local como nacional. “Salvador se fortalece e leva junto todos os setores com elos no turismo. Um espaço com esse potencial gera o fortalecimento da economia. Os eventos que durante esses anos só estavam ocorrendo no Sul e Sudeste agora vão poder ser sediados também na capital da Bahia”, aposta o jornalista.

Ganhos – Para o jornalista, as expectativas positivas com relação ao novo espaço envolvem toda cadeia produtiva do setor, incluindo empresas aéreas, hotéis, operadoras, agências de viagens, locadoras de automóveis, empresas de cruzeiros, serviços de distribuição e reservas, assistência ao viajante, órgãos oficiais de turismo, receptivos, empresas de tecnologia, startups, representantes de destino, entre outros. “Com toda essa movimentação, com certeza Salvador estará nos nossos produtos jornalísticos, não apenas como cidade para passear, mas também como um dos principais locais do Brasil para turismo de negócios e eventos”, destaca.

O sentimento é comungado pela vice-presidente do grupo internacional da multiplataforma de comunicação Mercado & Eventos, Rosa Masgrau. Na opinião dela, o equipamento era o que faltava para fortalecer o turismo mais amplo na capital baiana. “A cidade precisava desse espaço à altura dela. Salvador foi toda remodelada nos últimos anos, está muito bonita. Com um centro desse porte vai alavancar o turismo de negócios. Ele é muito forte e não pode ser descartado”, diz.

Masgrau assinala que a localização do espaço, defronte à praia, também é um diferencial. “Esse equipamento vai fazer uma diferença grande no turismo de negócios da cidade. Agora, Salvador vai juntar duas coisas positivas: turismo e lazer, aliados ao fortalecimento do turismo de eventos. Foi uma decisão muito acertada da Prefeitura, faltava isso. Nós, como profissionais de difusão do setor, estamos radiantes”.
Foto: Max Haack/Secom

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *