Kiki Bispo considera “gravíssima” a situação da educação na Bahia

O vereador Kiki Bispo (PTB) entende que “a situação da educação no estado da Bahia é gravíssima”. Por conta do fechamento de escolas, a exemplo do Colégio Estadual Odorico Tavares, o parlamentar afirmou que vai propor, assim que os trabalhos legislativos forem retomados, em 3 de fevereiro, a criação de uma comissão para acompanhar o fechamento de escolas públicas estaduais.

“Vou ingressar imediatamente com o requerimento para a criação de uma comissão de acompanhamento do fechamento de escolas estaduais”, afirmou o vereador durante entrega de geomanta no bairro do Pau Miúdo. Kiki Bispo considera “desastrosa” a política de educação estadual. Ele lamenta que a gestão tem fechado escolas sem qualquer tipo de contrapartida.

“O que se viu foi um retorno de filas intermináveis para as instituições de ensino do governo do estado. A Câmara precisa se posicionar. Precisamos manter uma comissão para acompanhar de perto e buscar soluções”, defendeu.

Projeto

O vereador disse também que não concorda com a aprovação do Projeto de Lei nº 23.724/2020, que autoriza a alienação do terreno do Colégio Estadual Odorico Tavares. Para Kiki, caso a matéria seja aprovada, os deputados devem ter a garantia que o valor da venda seja revertido para construção de novas unidades de ensino.

De acordo com o PL nº 23.724/2020, os recursos financeiros arrecadados com a alienação do imóvel servirão ao fomento da infraestrutura na Bahia, voltado para ampliar e melhorar a rede física escolar estadual.

“O que se percebeu no Odorico Tavares foi uma redução de matrícula proposital por parte do governo. Você reduz o número de alunos até fechar. Essa é uma maldade muito grande”, avaliou Kiki.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *