Ao atacar a atriz Regina Duarte com a frase “vagina não transforma mulher em ser humano”, José de Abreu poderá ser acionado pelo MP

Nesta quarta-feira (5), o secretário de Direitos Humanos da Procuradoria Geral da República, Ailton Benedito, encaminhou um ofício ao Ministério Público Federal de São Paulo sugerindo que o órgão tome providências em relação às supostas ofensas do ator José de Abreu contra a atriz Regina Duarte.

“Ainda hoje, 4 de fevereiro de 2020, será encaminhado ofício ao Ministério Público Federal no Estado de São Paulo, a fim de que tome conhecimento do fato e promova as medidas que entender cabíveis nas suas atribuições em face do sujeito que ofendeu todas as mulheres brasileiras”, escreveu Benedito no Twitter. Em outro post, ele confirmou o envio do ofício ao Ministério Público.

No início da semana, dentre várias outras declarações polêmicas e críticas à atriz Regina Duarte,  José de Abreu afirmou que “vagina não transforma uma mulher em um ser humano. Assim como o pênis não me transforma em um machista misógino”, comentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *