Associação entre álcool e energéticos pode trazer riscos ao coração

No Carnaval, a mistura é comum entre os foliões que podem apresentar arritmias ou até mesmo infarto

A ingestão de energéticos em excesso pode causar elevação da pressão arterial, arritmias e até mesmo levar ao infarto. Associado às bebidas alcoólicas, o uso dos estimulantes é ainda mais perigoso, pois os sintomas podem ser potencializados. Com a chegada do Carnaval, o alerta é do cardiologista Luiz Eduardo Ritt, coordenador do Centro de Cardiologia do Exercício do Hospital Cárdio Pulmonar.

“Muitas vezes, o paciente já tem uma predisposição, mas não apresentou qualquer sintoma. O uso do energético pode ser o gatilho para desencadear uma arritmia cardíaca, por exemplo”, diz o cardiologista, destacando que no Carnaval esses casos são mais frequentes.

O médico explica que a cafeína e outros componentes dos energéticos liberam substâncias estimulantes, como adrenalina e noradrenalina, o que propicia o aumento da frequência cardíaca e vasoespasmo coronário (afilamento abrupto dos vasos sanguíneos do coração), o que pode resultar num infarto. O médico destaca que “uma latinha de energético possui, em média, 70 mg de cafeína, o equivalente a três doses de café expresso”.

Fatores de risco

Conforme relata o especialista, os danos ao coração costumam ser mais comuns para pacientes acima dos 40 anos. A probabilidade de a pessoa já ter outros fatores de risco, como pressão alta, obesidade, colesterol alto e tabagismo, por exemplo, aumenta com a idade.

Entre as dicas dadas pelo cardiologista estão reduzir o uso de bebida alcoólica, evitar combinação com energético, manter a hidratação e uma boa alimentação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *