Carnaval já tem dez diagnósticos positivos para HIV

Pouco mais de 1,4 mil testes rápidos para detecção precoce de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) foram realizados nos dois postos do projeto Fique Sabendo, neste sábado (22), no Carnaval de Salvador. Desse total, dez pacientes tiveram diagnóstico positivo para HIV, 42 reagentes de sífilis e um para hepatite C. O serviço está disponível até a terça-feira (25), das 9h às 21h, no Largo da Piedade (Circuito Osmar), e das 10h às 22h, na Rua Dias D’Ávila, próximo ao Farol da Barra (Circuito Dodô).

A procura registrada teve uma leve redução de 4% em relação ao primeiro dia do serviço na folia de 2019, quando 379 pessoas fizeram os testes contra 361 atendidas esse ano. A predominância de gênero não mudou se comparado ao mesmo período da edição passada da festa: enquanto 230 homens buscaram a testagem, apenas 131 mulheres compareceram ao serviço – uma diferença de 75%.

“Culturalmente, o público masculino é conhecido por procurar menos os serviços de saúde, sobretudo os atendimentos preventivos e de diagnóstico. É bom que os homens estejam liderando a busca pelos exames, o que é muito positivo”, explicou Olivette Borba, coordenadora do Laboratório Central do município.

Foi o caso de um paciente de 44 anos que não quis se identificar e que trabalha como segurança na Barra. Ele foi ao posto do Fique Sabendo no circuito e comemorou. “Vou mostrar para todo mundo, estou aliviado”, disse, após receber o resultado negativo do teste para HIV, sífilis e hepatites B e C.

Os pacientes reagentes para sífilis iniciam o tratamento no próprio circuito da folia. Os demais com sorologia positiva são encaminhados para tratamento na rede municipal de saúde.

Preservativos e géis lubrificantes – Desde o início da folia até a manhã deste domingo (23), equipes da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) já distribuíram cerca de 780 mil preservativos masculinos e femininos, além de 30 mil lubrificantes nos circuitos oficiais da festa. A expectativa é ofertar até três milhões de camisinhas no período da folia, no intuito de estimular a prática do sexo seguro e prevenção das ISTs durante o Carnaval.

A cada mil metros dos percursos oficiais, o folião encontra um posto onde pode solicitar gratuitamente camisinha e o gel lubrificante. Na frente dos dez módulos assistenciais montados nos três circuitos foram instaladas uma caixa do produto para que o próprio folião possa fazer a retirada dos preservativos. Esse serviço está disponível até as 6h da Quarta-feira de Cinzas.

Foto: Mauro Akin Nassor/Secom

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *