Papa autoriza renúncia e dom Murilo deixa de ser arcebispo de Salvador

O sotaque catarinense que desde março de 2011 foi o som do pastoreio da Igreja Católica de Salvador sairá de cena. Nesta quarta-feira (11), dom Murilo Sebastião Ramos Kriger, arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, teve seu pedido de renúncia do cargo aceito pelo papa Francisco e deixará o posto. O comunicado foi divulgado pela Arquidiocese de Salvador, às 8h, após autorização do Vaticano, e encerra o período de nove anos de dom Murilo  no comando da primeira arquidiocese do Brasil. Será o fim de um ciclo pacificador.

O religioso havia pedido sua renúncia, em outubro de 2018, quando completou 75 anos – idade estipulada pela igreja para que os arcebispos se aposentem. Hoje, com 76 anos, dom Murilo recebe a concessão da aposentadoria do cargo e passará nos próximos dias o comando da arquidocese para dom Sergio da Rocha,  60, que atualmente era arcebispo de Brasília.  A notícia foi divulgada em primeira mão pelo jornal CORREIO nesta reportagem no site. Pelo posto de cardeal, dom Sergio, fica credenciado a participar do conclave em uma possível sucessão do papa Francisco podendo, inclusive se tornar papa no futuro.

Sergio e Murilo trabalharam juntos na Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), entre 2015 e 2019,  quando foram respectivamente presidente e vice-presidente da entidade. (Correio).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *