Suíca rebate Lorena: “Quer ajudar as empresas; deveria fechar igrejas e devolver o dízimo aos fiéis”

O vereador oposicionista de Salvador, Luiz Carlos Suíca (PT), rebateu, nesta quinta-feira (19), a fala da edil Lorena Brandão (PSC) – que pediu a suspensão da meia-passagem para estudantes da capital durante o período de quarentena do coronavírus. “Deveria fechar suas igrejas e devolver o dízimo aos fiéis”, dispara Suíca.

Para o petista, Lorena “quer ajudar as empresas de ônibus a lucrarem, assim como tem discurso a favor da reforma da previdência municipal”. O vereador aponta que “a meia-passagem é um direito dos estudantes” e que os valores subiram, “mexendo no orçamento escasso dos jovens”.

“A tarifa de Salvador é a mais cara do país, isso é um absurdo. Tem de ser mantida a meia-passagem, é direito”. Outra medida criticada por Suíca foi o pedido de Lorena para que a prefeitura isente as empresas do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS).

“São decisões que atingem o povo e beneficiam as empresas. Não acredito que seja hora de pensar em lucro. Temos de pensar na saúde das pessoas, na autonomia e nos cuidados. O debate é neste sentido. Tem de ter isenções de taxas para o povo pobre”, completa Suíca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *