“Bolsonaro troca o isolamento do povo pelo do governo”, diz Nelson Leal.

Presidente da Alba critica o afastamento do Palácio do Planalto das instituições, dos governos estaduais e da cooperação internacional na crise, e exalta medidas do Governo da Bahia e Prefeitura no combate à Covid – 19.
Presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), deputado Nelson Leal (PP), exaltou, na manhã desse domingo (29), a ‘maturidade e união’ das medidas de combate ao novo coronavírus no Estado, adotadas pelo Governo da Bahia e pela Prefeitura de Salvador.
 Disse ter certeza de que a aniversariante do dia, a primeira capital do Brasil, vai ganhar a guerra contra a Covid-19, com a participação da sociedade e o respeito à ciência que os governantes têm demonstrado. “Trata-se do maior desafio da humanidade na contemporaneidade”, salientou.
“A pandemia da Covid-19 é a maior crise sanitária já enfrentada pelo planeta nos últimos 100 anos. Somente comparada à gripe espanhola, que devastou o mundo pós Primeira Grande Guerra (1914 – 1918), especialmente a Europa, deixando um rastro de quase 90 milhões de mortes, com 30 mil vidas ceifadas apenas no Brasil”, historiou, Leal.
 Parlamentar lamentou a postura do governo federal na luta contra a pandemia, e comentou que isso aguça as dificuldades do país que já não são poucas com a crise econômica.
 “É inaceitável que o governo de Brasília negue a ciência e as orientações da Organização Mundial da Saúde; é como brincar com a morte. Não se brinca com a vida das pessoas, sobretudo o chefe da Nação”, comentou.
GOVERNO ISOLADO
Nelson Leal elogiou a postura dos governadores em defender a vida dos brasileiros, destacando a firmeza do Consórcio do Nordeste, formado pelos governadores da região, comandado pelo baiano Rui Costa. Enaltece também o papel da Assembleia Legislativa, “que aprovou em tempo recorde, por videoconferência, as medidas adotadas pelo Palácio de Ondina e a Prefeitura”.
 “O presidente Bolsonaro troca o necessário isolamento do povo brasileiro contra o vírus, pelo do seu governo. Abre mão da relevante unidade do país nesse instante difícil para o mundo, e prefere governar com alguns assessores que ainda o cercam. Sem o alicerce das instituições, dos Estados e municípios, bem como da cooperação de organismos internacionais, pondo em risco a democracia no país”, criticou, Leal.
Presidente da Alba ainda destaca “o engajamento da população e o profissionalismo de várias categorias de trabalhadores, simbolizadas nos guerreiros profissionais da área da saúde, capitaneados pelos médicos, verdadeiros pára-choques nessa luta árdua e imprescindível à vida contra a Covid – 19”, elogiou, Nelson Leal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *