Armadilha inovadora usa alta tecnologia para conter surdo de dengue, zika e chikungunya no Brasil

Uma armadilha inédita no país promete reduzir significativamente a infestação do Aedes aegypti em todo o Brasil. Com designer inovador, características relevantes de atração do mosquito e dupla capacidade de contenção dos ovos e larvas, o novo equipamento apresentou resultados bastante satisfatórios durante a fase de teste da eficácia. Nos próximos meses, um projeto piloto será deflagrado no município baiano de Serrinha, localizado a 175 quilômetros da capital.

Após a validação, os protótipos que são impressos em 3D deverão ser expandidos para todo o país. “O Brasil vive uma eminente epidemia de arboviroses em praticamente todo o território nacional e é comprovado que 80% dos focos do Aedes são identificados dentro das residências. Nossa ideia é espalhar essas armadilhas que possuem alta capacidade de atração dos mosquitos para depositar os ovos e baixo custo de produção. Uma vez que o inseto utiliza a armadilha como seu principal deposito, conseguimos reduzir de forma rápida a infestação do vetor nas localidades onde os equipamentos estão instalados”, explicou Alex Correia, CEO da Startup Mosquito Zero.

Aplicativo – O Mosquito Zero é uma ferramenta tecnológica de rápido e fácil acesso, capaz de registrar focos do Aedes aegypti, além de notificar em tempo real os casos suspeitos de dengue, chikungunya e zika vírus. O aplicativo é o mais completo para o enfrentamento das arboviroses desenvolvidos no país e está disponível para download apenas para plataforma Android.

Através do Mosquito Zero, qualquer cidadão pode fazer fotos de um possível foco do Aedes aegypti e enviar para o Centro de Monitoramento, montado exclusivamente para o registro em tempo real das informações obtidas por meio do aplicativo. O centro também aciona os órgãos públicos para a eliminação dos criadouros.

 Em 2014, o app foi vencedor do concurso Ideias Inovadoras da Fapesb, o único no Brasil aprovado no chamamento público do Ministério da Saúde para financiamento. Mais informações sobre a nova ferramenta no site www.mosquitozero.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *