Solla comemora Brigada da Saúde e anuncia urgência a projeto para Revalida emergencial

O deputado federal Jorge Solla (PT-BA) usou de suas redes sociais para comemorar a Resolução nº 8/2020 do Governo do Estado, que instituiu Brigada Emergencial de Saúde do Nordeste (Brigada SUS|NE), com previsão de contratar médicos para atuar nos nove estados que compõem o Consórcio Nordeste. A resolução prevê o recrutamento de médicos brasileiros formados no exterior, num processo que prevê a revalidação de diploma através das universidades públicas da região, com um formato de internato complementar sob supervisão. Há mais de 15 mil médicos brasileiros formados no exterior que aguardam, há mais de três anos, uma prova do Revalida para conquistarem o registro profissional para atuar no país.

“Essa composição foi resultado de muita articulação que participamos junto ao governador Rui, ao procurador-geral do Estado, Paulo Moreno, ao secretário-executivo do consórcio, Carlos Gabas, e aos reitores e docentes de cursos de medicina de universidades públicas, propondo que seja feito um processo de revalidação de diplomas médicos formados no exterior através de um internato complementar, com uma bolsa para estes profissionais atuarem durante o processo de revalidação no estágio supervisionado, contribuindo para o enfrentamento da pandemia”, explicou Solla. “Apesar de Bolsonaro atrapalhar, o Nordeste trabalha e não vai se omitir em fazer o melhor para salvar vidas”, completou.

O petista destacou que, momentos depois da divulgação da criação da Brigada SUS|NE, conseguiu reunir assinaturas para o requerimento de urgência do PL 1780/2020, de sua autoria, que prevê a realização de uma prova Revalida emergencial, em nível nacional, para ampliar o número de profissionais no mercado a tempo de combater o coronavírus. “Foi preciso o Nordeste se movimentar para o governo destravar essa pauta. O que importa é que conseguimos as assinaturas e temos maioria pra aprovar essa matéria. Já  há regiões em que o chamamento para médicos em hospitais de campanha não tem conseguido recrutar o necessário”, destacou Solla.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *