Testes promovidos pela Prefeitura confirmam mais cinco pessoas com COVID-19 em Mata de São João

Em pronunciamento oficial pelo Facebook da Prefeitura de Mata de São João na tarde deste sábado (9), o prefeito Marcelo Oliveira confirmou mais cinco pacientes testados positivos para o COVID-19.

Os resultados são de amostras coletadas ontem pelo próprio Município, que, desde a última quinta-feira, está testando todos os pacientes monitorados pela rede de saúde, com sintomas da doença.

O material é coletado pela Vigilância Epidemiológica de Mata de São João nos domicílios dos pacientes. Já os exames são realizados pelo Instituto de Ciência da Saúde da Universidade Federal da Bahia (UFIBA), através de um convênio entre a instituição e a Prefeitura.

O boletim de hoje aponta 162 casos notificados na cidade. Destes, 123 já foram descartados e 28 pacientes são monitorados pela Secretaria Municipal de Saúde. Incluindo as 11 pessoas confirmadas.

Marcelo Oliveira afirma que já é esperado que o número de casos confirmados aumente com a iniciativa da Prefeitura, de testar todos os pacientes em monitoramento no Município.

Antes, os exames eram feitos apenas pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), que, por determinação do Ministério da Saúde, só testa pacientes internados, grávidas, portadores de doenças associadas e idosos.

“O aumento no número de casos em Mata de São João não significa que o vírus está se alastrando mais rápido por aqui. Significa a confirmação de que pacientes já cuidados pela saúde municipal estão de fato com o COVID-19”, explica Oliveira.

“A iniciativa da Prefeitura de testar as pessoas em monitoramento permite adotar medidas mais objetivas. Tanto para a contenção desses pacientes e a preservação de familiares, quanto para liberar os que tiveram a doença descartada, para que estes continuem tomando todas as medidas de prevenção, sem precisar de acompanhamento médico”, destaca o prefeito.

Marcelo Oliveira acrescenta ainda que com a confirmação de infectados, a rede de saúde do município fica mais atenta com a possibilidade de cada paciente poder ter agravamento em seus quadros, para tomar as medidas terapêuticas de combate à doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *