Salvador ganha primeira estrutura dedicada a pacientes com síndrome gripal

A partir desta sexta-feira (22), Salvador começa a ganhar estruturas exclusivas para tratamento de pacientes com síndromes gripais. Também chamados de gripários, os equipamentos estão sendo instalados pela Prefeitura principalmente em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) situados em pontos estratégicos da cidade. 

 
O primeiro gripário, localizado em anexo à UPA Vale dos Barris, foi entregue nesta manhã pelo prefeito ACM Neto e pelo secretário municipal da Saúde (SMS), Leo Prates, acompanhados de corpo técnico e imprensa. Com gestão realizada através da Fundação José Silveira, que já administra a UPA Vale dos Barris, o novo anexo já começa a receber os primeiros pacientes a partir das 19h de hoje e vai atender a demandas abertas todos os dias, em esquema 24 horas. 
 
De acordo com o prefeito, a intenção é oferecer um tratamento exclusivo para as pessoas que buscam a UPA, que é a porta de entrada para quem possui sintomas gripais, como o novo coronavírus. “Estamos entrando em um período de chuvas, que facilita bastante a disseminação de muitos vírus gripais. Abril já registrou nível histórico e maio também tem sido de muita chuva na cidade. Com o gripário, vamos conseguir tirar os pacientes gripais graves de dentro das UPAs e oferecer os primeiros atendimentos, em um local próprio, para que o cidadão possa continuar o tratamento em casa ou ser regulado para um hospital, a depender do caso”, afirmou o prefeito.
 
Com investimento de quase R$6,3 milhões para um período de seis meses, a estrutura possui 24 leitos, sendo 20 de enfermaria e quatro com respiradores, dobrando assim a capacidade de atendimento da unidade. Além disso, serão oferecidos serviços de exames de raio X, eletrocardiograma, laboratório e farmácia. Ambulâncias e equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também estarão presentes no local para casos que necessitem de transferência para hospitais.
 
No total, 112 profissionais vão atuar no gripário do Vale dos Barris. Dentre eles estão um médico intensivista plantonista, 24 médicos clínicos plantonistas, um médico diarista, um infectologista, um pneumologista, três fisioterapeutas, 15 enfermeiros com especialidade em UTI, 12 enfermeiros com especialidade em internação, dois bioquímicos, 35 técnicos de enfermagem, quatro técnicos de laboratório e sete técnicos de radiologia, dentre outras especialidades e corpo administrativo.
 
Ampliação – Os demais gripários serão instalados anexos às UPAs de Valéria, Santo Inácio/Pirajá, Paripe e Pau Miúdo. Além destas, uma estrutura do gênero estará localizada em Bom Jesus dos Passos, para dar suporte aos pacientes das ilhas. A iniciativa vai incrementar em 89 o número de leitos existentes nas unidades de pronto-atendimento, que hoje é de 308 vagas.
 
O prefeito anunciou ainda que a Prefeitura está se esforçando para entregar, nos próximos dias, a UPA da Cidade Baixa. O equipamento vai reforçar ainda mais o atendimento médico à população, principalmente neste período de pandemia do novo coronavírus.
 
Com relação aos novos leitos, está prevista a implantação de mais 183 tanto pelo governo estadual quanto municipal para o combate à Covid-19. A ação ajudará a evitar o colapso no sistema de saúde, cuja previsão já foi adiada do último dia 14 para o próximo dia 27, de acordo com os estudos técnicos e científicos.
 
De acordo com o titular da SMS, a ocupação hoje chega a 77% dos leitos de UTI e 68% dos clínicos, fruto da expansão do sistema na capital baiana. “Estamos fazendo o máximo esforço para salvar vidas. Precisamos que as pessoas fiquem em casa para se ajudarem e cuidarem umas das outras”, alertou o secretário Leo Prates.  

Ampliação – Os demais gripários serão instalados anexos às UPAs de Valéria, Santo Inácio/Pirajá, Paripe e Pau Miúdo. Além destas, uma estrutura do gênero estará localizada em Bom Jesus dos Passos, para dar suporte aos pacientes das ilhas. A iniciativa vai incrementar em 89 o número de leitos existentes nas unidades de pronto-atendimento, que hoje é de 308 vagas.

O prefeito anunciou ainda que a Prefeitura está se esforçando para entregar, nos próximos dias, a UPA da Cidade Baixa. O equipamento vai reforçar ainda mais o atendimento médico à população, principalmente neste período de pandemia do novo coronavírus.

Com relação aos novos leitos, está prevista a implantação de mais 183 tanto pelo governo estadual quanto municipal para o combate à Covid-19. A ação ajudará a evitar o colapso no sistema de saúde, cuja previsão já foi adiada do último dia 14 para o próximo dia 27, de acordo com os estudos técnicos e científicos.

De acordo com o titular da SMS, a ocupação hoje chega a 77% dos leitos de UTI e 68% dos clínicos, fruto da expansão do sistema na capital baiana. “Estamos fazendo o máximo esforço para salvar vidas. Precisamos que as pessoas fiquem em casa para se ajudarem e cuidarem umas das outras”, alertou o secretário Leo Prates.  

Fotos: Valter Pontes/Secom

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *