ALBA restringe ainda mais acesso às dependências

A Assembleia Legislativa da Bahia adotará nos próximos dias ações ainda mais restritivas de acesso ao Palácio Luís Eduardo Magalhães e seus anexos. O presidente da Casa, deputado Nelson Leal, lamenta profundamente o falecimento do servidor Cícero Clemente de Souza, no último sábado (23), em decorrência do Covid-19.

O Legislativo registrou 12 casos do novo coronavírus com um óbito. Desde que foi decretada a pandemia, Leal e a Mesa Diretora iniciaram as medidas de isolamento social para proteger a vida dos funcionários da Casa e dos parlamentares. 

Embora as sessões presenciais tenham sido suspensas, a Assembleia vem realizando importantes votações e discussões por meio do Plenário Virtual. Foram diversos os projetos votados neste período. Não apenas matérias oriundas do Poder Executivo estiveram na pauta. Os deputados apresentaram propostas que foram apreciadas e se tornaram lei, tais como a do uso obrigatório das máscaras.

No que se refere à circulação de funcionários, as normas vigentes serão ainda mais restritivas. A presença apenas de colaboradores essenciais será permitida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *