Carletto propõe linha de crédito para trabalhadores que tiveram salários cortados

O deputado federal Ronaldo Carletto (PP) encaminhou indicação ao presidente da República e ao ministro da Economia, na qual sugere a criação de uma linha de crédito especial, no âmbito dos bancos oficiais, para atender profissionais que sofreram redução salarial. De acordo com a proposta do parlamentar, para ter o benefício o trabalhador teria que comprovar que mantém o vínculo empregatício, mas que teve perdas em sua renda mensal.

A proposta visa a criação de uma linha de crédito específica, a ser disponibilizada pelos bancos federais – Caixa Econômica Federal, Banco do Nordeste, Banco da Amazônia e Banco do Brasil -, cujos contratos compreendam valores entre R$ 1.000 e R$ 5.000, com carência de, no mínimo, 180 dias para início de pagamento, e um prazo total para pagamento de, pelo menos, 48 meses.

“Estes profissionais que sofreram redução salarial se encontram com enormes dificuldades para fecharem seus orçamentos familiares e continuarem a quitar suas obrigações durante o período de isolamento, razão pela qual também precisam desse apoio governamental”, argumenta Carletto.

O parlamentar sugere ainda que a política de crédito tenha duração até 31 de dezembro de 2020, prevendo uma taxa de juros anual máxima equivalente à taxa Selic vigente no país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *