Osni Cardoso e Joseildo Ramos comemoram sucesso da plenária online que discutiu Eleições 2020 e conjuntura política nacional

Nesta quinta (4), os deputados estadual Osni Cardoso e federal Joseildo Ramos realizaram uma Plenária Estadual Online dos mandatos, fazendo um balanço sobre a atual conjuntura política brasileira e abordando as eleições de 2020. O debate foi transmitido nas redes sociais dos parlamentares e contou com as presenças do senador Jaques Wagner e da membra da Executiva  Nacional do Partido dos Trabalhadores, Camila Moreno. Também compareceram à plenária cerca de 180 inscritos, distribuídos por mais de 60 cidades da Bahia, dentre eles pré-candidatos a vereador e prefeito, lideranças municipais e representantes do PT a nível nacional e local.
“Estamos aproveitando este novo momento de comunicação, que nós do PT não tínhamos o costume de usar, para discutir as principais pautas do cenário nacional neste período de pandemia e que antecede as eleições. O cenário é caótico, temos um presidente investigado pela CPI da Fake News e que se aproveita dos recursos da União para propagar mentiras. Estamos numa guerra de informação, a famosa guerra híbrida, e mais do que nunca a gente necessita avançar no diálogo com todos os setores da sociedade”, disse Osni, destacando a importância da atividade.
Para o deputado federal Joseildo Ramos, o Brasil passa por tempos de vulnerabilidade e extremo conservadorismo. “Vivemos um quadro complexo, com o país num nível de fragilidade jamais visto. O pior para todos nós, brasileiros, é que temos o mais conservador parlamento eleito, que está com um presidente que flerta com o autoritarismo e ameaça nossa jovem democracia. Estamos numa trincheira no Congresso Nacional, vendo o Brasil ser desconstitucionalizado e a renda nos setores mais marginalizados ser desconcentrada.  O ser humano não está no radar de Bolsonaro, o governo é desorganizado, não quer cuidar das pessoas e por isso precisamos reagir”.
Em sua participação, o senador Jaques Wagner comentou sobre as eleições de 2020 e comemorou a aprovação, no Senado, da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc. “O Governo Federal é extremamente errático. O presidente fala uma coisa hoje, outra amanhã. Confesso que estamos vivendo uma fase de imprevisibilidade. Fui relator e aprovei o projeto de auxílio emergencial para a área de cultura. Espero que ele sancione sem veto e o dinheiro chegue logo para socorrer os profissionais da área. Sobre a prorrogação da eleição, acho que vai acontecer, mas é cedo para falar porque vai depender de uma votação no Senado e opinião do TSE”.
A debatedora Camila Moreno reafirmou a atuação desastrosa do presidente e as recentes crises no Governo Federal. “Se analisamos a conjuntura nacional, temos o aumento das críticas à Bolsonaro, partindo de setores que já se relacionaram com ele, mas é importante ver que ele também cresceu em outros espaços. Seu método de governo é caótico e parece que sua base social não se importa com a gravidade do que acontece. Bolsonaro não é um doido qualquer: ele é um agente de um programa neofascistas, ultraliberal, que tem apoio dos Estados Unidos.  Segue ameaçando as instituições e desprezando a Constituição e tratados internacionais. É perigoso”, explicou.
O evento ainda contou com a interação dos convidados e do público presente nas redes sociais. O deputado Osni e demais organizadores avaliaram positivamente o processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *