Após matéria do Notícia Livre, obras de recuperação da BR-324 ganham outro padrão

Quem passa pela BR-324, no trecho Jacobina ao distrito de Novo Paraíso, percebe uma visível mudança de padrão na qualidade de execução da obra de recuperação da rodovia.

Na semana passada, em reportagem publicada no sábado, dia 27, o Notícia Livre havia denunciado falhas na realização da obra (veja a publicação aqui). Na matéria, motoristas reclamavam que “não existe diferença entre a pista antiga e o trecho recuperado”.

Neste domingo (5), a reportagem do Notícia Livre visitou um dos trechos onde operários e máquinas trabalhavam na recuperação da rodovia. No ponto, entre a saída de Jacobina (sentido Salvador) e a entrada do distrito de Itaipu, percebe-se uma melhora substancial na execução da obra, inclusive com a aplicação de duas camadas alifática.

 “Agora, sim, está ficando bom, feito a capricho mesmo, fazendo valer o dinheiro do contribuinte. Bolsonaro tá jogando duro nas estrada federais”, declarou o caminhoneiro Epaminondas Soares, que seguia para a cidade de Souza, no estado da Paraíba.  

“Esse trecho está ficando ótimo, mas, fica a pergunta: e no trecho onde a obra já foi feita, eles vão refazer? Essa é a minha dúvida”, questionou o empresário Marcos Oliveira, que viaja com sentido a Irecê.

A obra de recuperação da BR-324,  no trecho entre os municípios de Umburanas e Capim Grosso, passando por Jacobina, está sendo executada pela empresa CBV Construtora, sob a fiscalização do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), órgão federal responsável pelo mapa gerencial de manutenção rodoviária no país.

O Contrato de Restauração e Manutenção (CREMA), que prever serviços de frenagem, recomposição de CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente) e incorporação de microrevestimento nesse trecho da BR-324, possui data de término prevista para 23/04/2024.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *