Documentário inédito narra a trajetória da Santa Dulce dos Pobres

Com estreia no dia 9 de agosto, às 17h, o filme será exibido via streaming e terá renda dos ingressos direcionada para as Obras Sociais Irmã Dulce

Com estreia marcada para 9 de agosto, às 17h, chegará às telas de todo o Brasil – via streaming – o filme “Santa Dulce dos Pobres – Rogai por nós”. Com duas horas de duração, o documentário mostra a trajetória de amor e fé de Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, a Irmã Dulce, que foi canonizada pela Igreja Católica em 2019, tornando-se a primeira santa de nosso tempo nascida no Brasil. A obra narra a vida da freira baiana desde sua infância; a vocação religiosa; e sua caminhada em favor dos pobres e doentes. O filme traz ainda tudo sobre os milagres do Anjo Bom do Brasil; as homenagens em Roma, na Itália, em função de sua Canonização; e a histórica cerimônia do dia 13 de outubro de 2019, presidida pelo Papa Francisco na Praça São Pedro, no Vaticano.

O ingresso para a estreia online do documentário já pode ser adquirido, no valor de R$ 19,90, no site www.filmesantadulce.org.br, endereço onde também será exibida a obra. O pagamento pode ser feito por cartão de crédito ou pelo aplicativo financeiro PicPay. O filme poderá ser acessado em todos os dispositivos – celular, tablet, computador e smart TV – e estará disponível no formato original e com recursos de acessibilidade: legendas, audiodescrição e Libras. A renda com os ingressos será direcionada para a manutenção das atividades das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID).

Produzido pela Malagueta Filmes, escrito e dirigido por Giovani Lima e com produção executiva de Cid Andrade e apoio da OSID, o documentário apresenta também os melhores momentos da primeira celebração no Brasil após a Canonização de Irmã Dulce, evento que reuniu mais de 50 mil pessoas na Arena Fonte Nova, em Salvador. Entre os capítulos mais marcantes da festa na capital baiana, destaque para a emocionante apresentação do espetáculo Império de Amor, que levou ao palco mais de 600 atores, incluindo crianças e adolescentes, que encantaram o público ao contar a história da Santa Dulce dos Pobres com números de teatro, dança e música. A peça contou também com a participação dos cantores e Embaixadores de Irmã Dulce, Margareth Menezes, Waldonys, Saulo e Tuca Fernandes, além do Padre Antônio Maria. Emoção retratada ainda nas manifestações de fé do público que lotou o estádio para conferir a missa presidida pelo então arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *