Infectologista pede cautela no retorno às compras

Clarissa Cerqueira destaca cuidados essenciais para evitar contaminação pelo novo coronavírus

A reabertura das lojas de rua e shoppings com capacidade reduzida e em horário especial precisa estar aliada à manutenção de regras e cuidados individuais para conter a disseminação da Covid-19. O alerta é feito por médicos e autoridades sanitárias diante da fase 1 de retomada das atividades econômicas em Salvador, desde o último dia 24, o que traz um possível aumento do número de casos da doença.

“Eu entendo a reabertura do comércio como uma medida importante do ponto de vista econômico, mas, do ponto de vista de saúde, é uma forma de aumentar a disseminação da doença”, afirma a infectologista do Hospital Cárdio Pulmonar, Clarissa Cerqueira.

A especialista explica que, como a Covid-19 é transmitida pelas gotículas expelidas pelo paciente infectado, um maior contato entre as pessoas e aglomerações elevam o risco de aumento no número de casos e perpetuação do ciclo da doença.

A orientação de Clarissa Cerqueira é que as pessoas devem frequentar shopping ou o comércio de rua durante o atual período apenas em casos de extrema importância. Ela aconselha que os consumidores optem pelo delivery como forma de se proteger. Caso seja necessário ir às lojas, deve-se usar máscara o tempo todo, higienizar sempre as mãos e evitar tocar o rosto.

“A gente tem que fazer a nossa parte para a manutenção do distanciamento social e só sair de casa se for extremamente necessário. A saída representa exposição e há o risco de a pessoa se infectar”, pontua Clarissa.

Cuidados nas compras

Se foi impossível evitar a ida ao shopping ou lojas de ruas, o cliente deve tomar alguns cuidados como evitar o manuseio desnecessário dos itens expostos, não utilizar provadores e sempre preferir fazer o pagamento em cartão. É importante também buscar sempre manter a distância de dois metros de outros frequentadores e vendedores.

Se foi impossível evitar a ida ao shopping ou lojas de ruas, o cliente deve tomar alguns cuidados como evitar o manuseio desnecessário dos itens expostos, não utilizar provadores e sempre preferir fazer o pagamento em cartão.

É importante também buscar manter a distância de dois metros de outros frequentadores e vendedores e evitar o uso de banheiros coletivos. “Se precisar ir ao banheiro, não converse dentro do ambiente e nem coloque seus pertences nas bancadas. Antes de sair, lembre-se de higienizar novamente as mãos e objetos”, pontua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *