Instituído após lei de Ireuda Silva, Dia Municipal de Combate à Exploração Internacional de Mulheres é lembrado nesta quarta

Nesta quarta-feira, 23 de setembro, é lembrado pela terceira vez em Salvador o Dia Municipal de Combate à Exploração Internacional de Mulheres. A data foi aprovada em 2017, por meio de projeto de lei apresentado pela vereadora Ireuda Silva (PRB), que milita pelos direitos da mulher e para a construção de uma sociedade mais justa.

A Bahia é o terceiro estado com maior número de vítimas de exploração sexual de mulheres. “E as brasileiras, principalmente as jovens e de baixas renda e escolaridade, estão entre os principais alvos de grandes redes de tráfico humano internacional”, disse a republicana, que é presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, acrescentando que é urgente voltar um olhar mais atento para o tema.

“Os dados sobre a exploração sexual de mulheres brasileiras são alarmantes, e esse número não vai diminuir enquanto não encararmos esse quadro com a devida seriedade”, acredita.

Segundo relatório do Escritório das Nações Unidas contra a Droga e o Crime (UNODC), 63% dos condenados por este crime são homens e da mesma nacionalidade do país no qual foram processados. “É necessária uma ação conjunta das políticas, do MP, da Justiça e da sociedade para impedir que essa situação tão trágica se aprofunde”, defendeu a vereadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *