Ferramenta online do Governo do Estado facilita planejamento para quem trabalha com turism

Com um litoral de 1.183 quilômetros e 13 zonas turísticas, a Bahia tem um dos maiores potenciais turísticos do país. Somente durante o verão de 2018/2019, seis milhões de turistas visitaram o Estado, movimentando mais de R$ 6 bilhões. Para fortalecer esse importante segmento da economia, a Secretaria do Turismo (Setur) mantém no ar o portal (www.observatorio.turismo.ba.gov.br) com informações, dados, indicadores e pesquisas sobre o turismo baiano, voltado para gestores, investidores, pesquisadores, acadêmicos e profissionais da imprensa.

Durante a pandemia de Covid-19, o Observatório do Turismo da Bahia tem sido fundamental para o acompanhamento do setor turístico através do levantamento de dados junto a órgãos parceiros. “É uma ferramenta muito importante para captar e entender as lacunas, desejos e as necessidades de nosso setor. Nele é possível observar o fluxo e a movimentação de todas as concessionárias que atendem o Estado. Com isso, conseguimos ter um diagnóstico mais apurado dos momentos mais e menos intensos e observar a movimentação das atividades ligadas ao turismo”, explica o secretário da Setur, Fausto Franco.

O publicitário Alexandre Oliveira está montando uma campanha publicitária abordando a retomada das atividades turísticas na Bahia e tem utilizado o portal para coleta de dados. “É o portal mais completo que encontrei. Nele conseguimos identificar o período de maior fluxo turístico e, com base nisso, traçar estratégias mais assertivas. Para uma campanha publicitária, principalmente nessa fase de retomada, é possível inserir nos conteúdos os aspectos que reforçam a ideia de saudade e segurança que os turistas têm do estado. Estamos utilizando a diversidade da Bahia, roteiros que podem ser mais baratos pra quem busca economia, os períodos festivos, os aspectos mais intangíveis daqui como essa receptividade baiana, o calor e a alegria do povo”.

A professora e pesquisadora Carolina Spínola trabalha com turismo há 20 anos e tem utilizado a plataforma digital. “Antes do lançamento do Observatório, houve um longo período aqui na Bahia havia dificuldade de se encontrar informações estatísticas. Agora temos essa ferramenta importante para o fortalecimento da pesquisa no setor, ainda mais no momento atual pela pandemia, em que o Observatório tem conseguido fazer uma avaliação do setor”.

Foto: Divulgação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *