Jardim da Saudade tem movimento reduzido no Dia de Finados

A pandemia e a chuva reduziram em 20% a visitação no Cemitério Parque Jardim da Saudade, neste Dia de Finados. De acordo com a gerente Bárbara Bembem, cerca de 3.000 pessoas devem visitar o cemitério até o final do dia, às 18h. A expectativa era de 5.000 mil visitantes, 50% a menos que no ano passado. “Esperávamos um número reduzido e tivemos a preocupação de alertar sobre os protocolos de segurança contra o novo coronavírus, como não aglomerar e usar máscara”, comenta Bárbara.

O cemitério-parque está com faixas, posicionadas estrategicamente, lembrando os cuidados para evitar a disseminação da covid-19 e a celebração de Finados foi marcada por uma missa virtual com o bispo Dom Marco Eugênio, no final da manhã, acompanhado do capelão do Exército, Capitão Freitas, além de apresentações de músicos da Orquestra Neojiba, do cantor André Caldeira e de homenagens aos falecidos, seus familiares e amigos.

Entre as homenagens realizadas pelo Jardim da Saudade, houve um toque de silêncio pelos corneteiros da Base Aérea de Salvador, dobradura das bandeiras do Brasil e da Bahia, em referência ao luto que muitas famílias estão vivendo e, ao final, os funcionários do cemitério-parque cantaram “We are the world” em português em agradecimento a todos os profissionais da linha de frente de combate à covid-19 nos hospitais, funerárias e cemitérios. 

O Jardim da Saudade, um dos maiores cemitérios do Brasil, com 152mil m² de área verde, vai funcionar com horário ampliado, das 6h às 18h, até o dia 6 de novembro. A abertura uma hora mais cedo e o fechamento uma hora mais tarde foi uma formar encontrada pelo cemitério-parque de evitar aglomeração e permitir que os familiares e amigos pudessem prestar homenagens aos entes queridos com tranquilidade.

Sobre o Jardim da Saudade

 

Um dos maiores cemitérios do Brasil, com 152 mil m² de área verde, o Cemitério Parque Jardim da Saudade é administrado pela entidade filantrópica Abrigo do Salvador e possui uma das melhores infraestrutura e qualidade de serviços da Bahia, 24 horas. O equipamento possui jazigos, crematório, columbário (onde estão guardadas as urnas com as cinzas mortuárias), capelas, ossuário, floricultura e salão cerimonial com 100 lugares. O cemitério-parque foi pioneiro no Nordeste a ter crematório próprio e, atualmente está com dois fornos, atendendo à Bahia e outros Estados. A marca Jardim da Saudade é a mais lembrada pelos baianos, vencedora da 22ª edição do Prêmio Top of Mind 2017, e se destaca ainda pelo trabalho social do Abrigo do Salvador, que acolhe mais de 200 idosos residentes, oferecendo assistência social, médica, nutricional e lazer.

Fotos: Divulgação 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *