Polícia Federal faz busca e apreensão na Sesab e alvo é hospital gerido pelo IBDAH

A Polícia Federal (PF) realiza na manhã desta quinta-feira (19) a Operação Metástase, que investiga uma organização criminosa que pratica fraudes em licitações. O alvo da operação é a Organização Social de Saúde (OSs). Ao todo, foram expedidos seis mandados de prisão, cinco de preventiva e um de temporária, e outros 16 de busca e apreensão que devem ser cumpridos na capital baiana e nos municípios de Castro Alves, Guanambi e Juazeiro.

Um dos mandados de busca e apreensão está sendo cumprido neste momento, na Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), em razão da suspeita de envolvimento do setor responsável por contratos do órgão no esquema criminoso.

A operação conta com apoio da Controladoria-Geral da União (CGU) e pretende a desarticular um esquema de fraude em licitações e desvio de recursos públicos destinados à gestão do Hospital Regional de Juazeiro, cuja gestão é de responsabilidade do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar (IBDAH).

Estado tem interesse na apuração dos fatos, diz PGE sobre operação na Sesab

A Procuradoria Geral do Estado da Bahia (PGE) acompanha, por um dos seus Procuradores de Estado, o cumprimento do mandado de busca e apreensão na sede da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), nesta quinta-feira (19), de documentos relacionados ao Hospital Regional de Juazeiro e às instituições IBDAH e APMI. A orientação é a de garantir o fiel cumprimento da decisão judicial, considerando que o Estado da Bahia é o maior interessado nos esclarecimentos dos fatos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *