Profissionais de turismo participam de aula inaugural do Capacita Salvador

O Hotel Fiesta, no Itaigara, foi palco nesta terça-feira (1º) da aula inaugural do programa Capacita Salvador. A iniciativa reuniu representantes e profissionais do trade turístico para a apresentação das atividades que acontecerão no curso, que visa promover melhoria e qualificação dos serviços prestados pelo setor na capital baiana.

A abertura do evento contou com a presença do titular da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), Pablo Barrozo, e do diretor da GKS Inteligência Territorial, André Sá. A empresa foi selecionada pelo Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo Salvador (Prodetur) para coordenar a capacitação.

“Começamos o mês de dezembro com essa ação especial, que vai beneficiar mais de 7 mil trabalhadores formais e informais do setor turístico. Com isso, iremos melhorar os serviços a todos aqueles que vierem visitar a cidade para usufruir de nossos atrativos e espaços, como bares, restaurante e hotéis”, destacou Pablo Barrozo.

André Sá apresentou a dinâmica da capacitação, bem como os objetivos e resultados esperados através da iniciativa. Ele explicou que o programa possui duas vertentes, sendo uma para capacitação de instrutores de empresas inscritas e outra para trabalhadores informais.

“Nessa primeira etapa, o Capacita Salvador é voltado para pessoas que lideram equipes, a exemplos de gestores de centro de recepção, gerentes de restaurantes e de viagens, entre outros profissionais. Iremos utilizar materiais didáticos como cartilhas e vídeos para complementar a formação. O curso está baseado nas normas nacionais de cada ocupação”, acrescentou.

Funcionamento – As aulas do Capacita Salvador acontecerão em dias intercalados da semana até 11 de dezembro. As turmas pela manhã e tarde, limitadas a 30 pessoas por turno, totalizando 20 horas de curso.

A meta é capacitar 150 instrutores. Estes ficarão responsáveis por conduzir a capacitação dos colegas de trabalho, valendo-se do material didático desenvolvido e da assessoria técnica oferecida pelo programa, beneficiando cerca de 5.500 trabalhadores formais.

A segunda fase do programa está prevista para começar em janeiro e será voltada para trabalhadores informais. As inscrições estarão disponíveis em um site a ser divulgado pela Secult neste mês. Serão 110 turmas nos diversos bairros de Salvador, com a previsão de 2,2 mil participantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *