2010 Esperançando 2021

Ouvimos, não procuramos; não perguntamos quem dá,  eu jamais tive escolha neste sentido.” (Nietzsche)

Admirador da obra do Rubem Alves, fiquei sentido por achar-me em Belo Horizonte, no dia 03 de agosto de 2007, exatamente quando o escritor encontrava-se em Salvador para ministrar a palestra “O Papel do Professor Educador”. Perdi uma grande oportunidade de estar com ele pessoalmente, como fez o meu amigo Itamar que, após a realização do evento teve a primazia de levá-lo ao Rio Vermelho para que ele matasse o desejo de saborear um bom acarajé ao pôr do sol. Restou-me o sentimento de desapontamento!

Tempos depois, na última semana do ano de 2010, ao acabar de ler mais um dos seus livros; bateu-me repentinamente a inusitada inspiração e o profundo desejo de escrever uma mensagem para o Rubem Alves.

Então, na terça-feira, 28 de dezembro, às 21h30min passei-lhe, por e-mail, os meus singelos votos de ano novo.

Na manhã seguinte, ao abrir os meus e-mails, fui surpreendido com a resposta de agradecimento do Rubem Alves, encaminhada às 7h52min, com o seguinte teor: “Jair: Mas que poema mais bonito. Fez bem ao meu coração. Obrigado! Um abraço do Rubem Alves. Palavras simples, porém, muito significativas para mim.

Na mesma data, às 19h28min, recebi de uma amiga de Rubem Alves, cópia de um e-mail em resposta ao que ele havia escrito e transmitido para ela e alguns dos seus amigos, às 10h29min, daquele mesmo 29 de dezembro de 2010.

O texto do Rubem enviado aos amigos dizia: “Amigos: Por razões inexplicáveis, ao levantar, eu frequentemente sinto uma discreta depressão. Acontece que hoje, levantei-me, fui aos e-mails, e lá encontrei uma mensagem simples de um leitor que não conheço: Jair Silva Araújo. O e-mail dele me deu tanta alegria (coisa curiosa, que um poema possa provocar alegria…) que resolvi partilhar com vocês. Desejo-lhes Alegria! Rubem.”.

A amiga do Rubem respondeu-lhe: “Que beleza, Rubem, que o Sr. Jair enviou para você. Viu? Ele lhe agradece por suas lições de vida, mas acabou oferecendo, por tabela, um sopro de otimismo e esperança. Agradeço também ao seu leitor pelo bem que me fez lendo estes versos.”

Eu não imaginava que o velho educador e autor de tão importantes obras, já padecia de graves enfermidades responsáveis, inclusive, por conduzi-lo a recorrentes processos depressivos. Talvez tenha sido por isso, que a mensagem que enviei tenha tocado mais profundamente a sua já aflorada sensibilidade de poeta e escritor.

Rubem Alves partiu no 19 de julho de 2014, coincidentemente, no mesmo dia em que a minha encantadora netinha chegou ao mundo para a alegria da família.

Existem fatos que nos conduzem a um necessário e indispensável processo de reflexão sobre o sentido da vida e que contribuem para o fortalecimento e a elevação do nosso espírito. Assim foi, a alegria que Rubem Alves revelou ter sentido ao receber a singela poesia que lhe dediquei, quiçá a mesma que até hoje preenche o meu coração.

Portanto, diante exemplos desta natureza, bem como, da realidade que estamos a enfrentar neste ano, no qual o medo vem tentando sequestrar a liberdade, a esperança e a fé; peço permissão para também dedicar a vocês, meus amigos leitores, como último escrito do ano, os mesmos votos que foram enviados ao admirável filósofo e literato Rubem Alves; o poema que completará 10 anos, neste 28 de dezembro de 2020:

    (Esperançando)

    Neste Ano Novo

Não deixe o sol se pôr.

Mas, se impossível for,

ainda haverá uma lua

cheia para se ver.

Contudo, se à noite

ela não surgir,

não deixe de apreciar

as estrelas

em suas constelações.

E, se as manhãs

nascerem nubladas,

não esqueça

de que o sol

continua a brilhar

além das nuvens

e os pássaros,

anunciando esperança

jamais deixam de cantar.

Que a vida seja:

De Luz

De Paz

De amor

Obrigado pelas lições de vida.

Com afeto, Jair Araújo

Jair Araújo – Escritor

Membro Correspondente da ALACIB – Academia de Letras, Artes e Ciências Brasil, Mariana/MG.

Membro efetivo da SBPA – Sociedade Brasileira de Poetas Aldravianistas.

jairaraujo@globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *