Alan Sanches diz que discurso do PT é “choro de perdedor”

Após levantamento em que mostra o ex-prefeito ACM Neto (DEM) pontuando 41% das intenções de votos para governador da Bahia em 2022 na pesquisa estimulada, enquanto o senador Jaques Wagner (PT) vem em seguida, com 27% das intenções e o petista diz que isso o Partido dos Trabalhadores (PT) não pode mais usar do discurso de pesquisa antiga e diz que tudo não passa de “choro de perdedor”.

“De um partido que não abre mão da hegemonia e que não tem nome para a disputa. Enquanto, ACM Neto, fez um excelente governo por oito anos na capital baiana, alcançou o título de melhor prefeito do Brasil por oito vezes, está percorrendo a Bahia e conhecendo as mazelas do grupo contrário que está há 16 anos no poder, mas não fez o dever de casa”, disparou, arrematando que o democrata nesse processo está preparando minuciosamente seu plano de governo. “E os baianos já estão percebendo todo esse empenho e o resultado virá nas urnas”.

Ainda, segundo Alan Sanches, o Partido dos Trabalhadores sequer está coeso no tempo de se trabalhar uma campanha vitoriosa. “E parece que esqueceram o dever de casa de que uma eleição se começa no ano anterior ao pleito e não na véspera. Em especial, quando estamos falando de um senador que está há dois anos no Congresso e não de um candidato sem cargo, esquecido”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *