Alunos do IngreSSAr realizam sonho da aprovação em universidades públicas

Com a segunda edição realizada em 2019, o IngreSSAr tem ajudado ainda mais pessoas a realizar os próprios sonhos, mesmo aqueles mais difíceis de alcançar. Estudante de escola pública, Gabriel Nunes, de 18 anos, duvidou muitas vezes que obteria a nota ideal para passar no curso de Medicina pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb) – a concorrência para esta opção chega a 765 pessoas por vaga para não-cotistas e de 108 pessoas por vaga para negros optantes.

A confirmação de que o sonho começava a se concretizar só veio no dia 28 de janeiro, com o resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). “Mal acreditei quando vi meu nome no topo da lista. Cursar Medicina é meu sonho desde pequeno. Eu sempre fiquei em dúvida se iria conseguir, mas, graças ao apoio da minha família e ao conteúdo ao qual tive acesso pelo IngreSSar, consegui”, conta.

Filho de empregada doméstica e morador de Nova Brasília, Gabriel precisou se esforçar para obter esse resultado. A rotina envolvia acordar mais cedo para estudar em casa e resolver bastante questão de prova com o auxílio dos professores do cursinho e de aplicativos. Cada dia ele se dedicava a uma matéria e, ao final do conteúdo, resolvia questões de prova. Ao todo, foram resolvidas 2 mil questões ao longo do ano.

Ele dá alguns conselhos para quem almeja fazer uma graduação. “A minha primeira dica é que a pessoa acredite no potencial que ela tem. A segunda é que tente o IngreSSAr, pois o curso é maravilhoso e vale muito a pena. Eu recomendo para todos os meus amigos. E em relação ao estudo, eu oriento resolver bastante questão. Não adianta ficar olhando muita teoria, é preciso ter uma noção também do que o exame cobra. Também não basta estudar só o que gosta. É preciso sair da zona de conforto”, recomenda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.