Ato virtual marca comemoração dos 10 anos da SPM

O aniversário de 10 anos da criação da Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres (SPM) foi marcado por um ato virtual realizado pela Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) e pela SPM na manhã desta terça-feira (4). O encontro teve a participação do presidente da ALBA, deputado Adolfo Menezes (PSD); da secretária da SPM, Julieta Palmeira, que representou o governador Rui Costa; e da presidente da Comissão dos Direitos da Mulher no Parlamento, deputada Olívia Santana (PC do B), entre outras autoridades.

Durante o evento, que foi realizado pela plataforma Zoom e transmitido pela TV ALBA, foram assinados dois convênios de cooperação técnica na luta pelos direitos das mulheres. Um dos convênios foi firmado com a Fundação Paulo Jackson, entidade mantenedora da TV, com a assinatura da presidente da entidade, Michele Gramacho, e tem como objetivo a produção de conteúdo pela emissora de televisão do Legislativo voltado à causa das mulheres. O outro cria o selo “Respeita as Mina” e será destinado à publicação de teses, dissertações, monografias, coletânea de artigos, estudos ou outros documentos também voltado para o tema.

O presidente Adolfo Menezes fez a abertura dos trabalhos e enalteceu a atuação da secretaria estadual ao longo dos seus 10 anos. “Deixo meus parabéns à secretaria e a todos que defendem essa nobre causa. Estaremos juntos imbuídos neste mesmo propósito que é diminuir, e até zerar, esse absurdo que é a violência contra as mulheres”, disse. Ao assinar os dois convênios entre a ALBA e a SPM, o chefe do Legislativo informou que a primeira publicação a ser feita pelo selo “Respeita as Mina” será o Protocolo do Feminicídio.

Em sua fala, a titular da SPM, Julieta Palmeira, agradeceu a parceria instituída com o Parlamento da Bahia. “Estou muito contente por esse selo e pela produção de conteúdo para a TV ALBA. Esse é um marco na interação de um poder com outro poder”, ressaltou. Para Palmeira, a criação da secretaria há 10 anos foi uma conquista fruto da reivindicação do movimento de mulheres. “A SPM é também uma política pública para as mulheres. Em um momento em que ocorre uma retração destes órgãos no Brasil, o governador Rui Costa mantém essa pasta, que cabe a nós o fortalecimento de forma conjunta”, afirmou.

À frente da Comissão dos Direitos da Mulher no Legislativo, a deputada Olívia Santana destacou o empenho de todas as mulheres da Casa na construção do ato em comemoração dos 10 anos da SPM. Na oportunidade, a legisladora defendeu maior participação feminina nos espaços de comando e liderança na ALBA. “A Assembleia Legislativa da Bahia precisa avançar ainda mais no empoderamento das mulheres na Casa, precisamos ter mulheres dirigindo blocos de partidos, representando as forças políticas, integrando a Mesa Diretora. É importante eleger mais mulheres para compor a ALBA”, afirmou Olívia, que também já comandou a pasta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *