Bruno Reis quer implantar oceanário no Forte de São Marcelo e outros cinco equipamentos no Centro Histórico

Dois deles já foram iniciados e serão concluídos por ACM Neto, enquanto outros quatro serão feitos pelo candidato

O Centro Histórico de Salvador ganhará ao menos seis novos equipamentos públicos, conforme prevê o plano de governo do candidato a prefeito pelo Democratas, Bruno Reis. As intervenções se somam às ações realizadas pela atual gestão e vão completar a rede já existente, além de criar novos atrativos para essa região da capital baiana. Desses seis locais, dois já tiveram a implantação iniciada e serão entregues a partir do próximo ano.

O plano de governo de Bruno prevê a segunda etapa da Casa dos Azulejos, na Praça Cayru, onde será instalada uma moderna e dinâmica exposição de música em Salvador. Nessa segunda fase, serão incorporados mais três imóveis vizinhos, ao fundo, onde estarão localizadas todas as atividades relacionadas à cadeia produtiva musical, tornando-se um centro cultural de padrão internacional.

Também na área do Comércio, já teve início a implantação do DOCA 1, um moderno polo de economia criativa, destinado ao design, à moda, gastronomia, mídias digitais e outras atividades relacionadas a esse segmento econômico.

Bruno Reis quer ainda assumir a administração do Forte de São Marcelo para incorporá-lo à vida da cidade. A intenção é aproveitá-lo para dotar a capital baiana de um equipamento que o município ainda não dispõe: um oceanário.

O plano de governo do democrata prevê também a implantação da Escola Digital, destinada a trabalhar com Ciência, Tecnologia e Inovação. “A intenção é dar suporte técnico e educacional à uma demanda crescente voltada para a economia digital. E vamos desenvolver esse segmento na cidade, promovendo o crescimento econômico“, pontuou Bruno, sobre a ação no Centro Histórico.

Junto com a iniciativa privada, Bruno Reis quer instalar uma Casa de Eventos Culturais, equipamento que irá possibilitar a existência de um ambiente adequado para a realização de shows e espetáculos indoor.

“Vai preencher uma lacuna que existe na cidade, além de complementar e apoiar os investimentos hoteleiros recentes. Isso vai atrair a população de Salvador e visitantes, criando um espaço adequado para a apresentação dos artistas locais, valorizando a cultura baiana”, informou Bruno.

Outro equipamento que será instalado no Centro Histórico será o Centro de Visitantes. O objetivo é fortalecer o receptivo turístico na capital baiana, como estabelece o plano de governo, no eixo Economia Urbana, Trabalho e Renda, em apoio ao Trade Turístico.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *