“Com Bolsonaro o Brasil ficou mais pobre e sem saúde”, afirma Robinson em manifestação

O vice-líder do governo do estado na Assembleia Legislativa, deputado estadual Robinson Almeida (PT-BA), reforçou as críticas à gestão do Presidente Jair Bolsonaro, em manifestação nacional pelo Impeachment neste sábado (19). A população soteropolitana ocupou as ruas do Campo Grande a Barra por mais vacinas e pelo auxílio emergencial. A manifestação foi confirmada também em cerca de 386 cidades de todos os estados brasileiros, incluindo as 27 capitais. No exterior, a previsão foram cerca de 52 cidades em países como, Estados Unidos, Canadá, Alemanha, França, Portugal e Argentina.

“Ninguém aguenta mais, já são mais de 500 mil vidas perdidas pela irresponsabilidade, negligência e omissão de um presidente incapaz de governar o Brasil. O Brasil merece um futuro justo, com mais empregos e uma vida digna para os mais pobres”, critica o parlamentar. “Desde que o genocida assumiu a presidência, o país declina mais, os itens essenciais da cesta básica estão cada vez mais caros, a gasolina a R$ 6,00 o llitro e, para piorar, enfrentamos uma pandemia com um incompetente no poder. Ele não está à altura do cargo que ocupa, não tem condições de liderar o Brasil”, destacou Robinson.

Nas últimas semanas, o Brasil apresentas sinais contundentes para uma terceira onda da pandemia. Os números de novos casos e mortes cada vez mais altos e a vacinação em passos lentos. O país registrou na última quarta-feira (17) mais 2.997 mortes causadas pelo coronavírus, e passou a marca de 500 mil mortes, segundo dados do Ministério da Saúde. Desde o fim de abril não havia um número tão alto de mortos registrados em 24 horas. Atualmente, o Brasil é o segundo país com mais mortes registradas pela covid-19, atrás apenas dos EUA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *