Comerciantes terão descontos na quitação ou renegociação de dívidas com o FNE

Em caso de liquidação do saldo devedor, o bônus pode chegar a 90%, com isenção de encargos por atraso, multa e mora ou a ampliação do prazo para quem pretende repactuar

Com vistas à retomada da economia nesse momento de pós-pandemia, o governo federal lançou a campanha de renegociação das dívidas, contemplando pequenos, médios e grandes empresários que tenham operação de crédito firmada há pelo menos sete anos com o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Os mutuários já podem procurar uma agência do Banco do Nordeste (BNB) para fazerem o recálculo. Para os inadimplentes, serão concedidos descontos que podem chegar até 90% para quitação da dívida, com a dispensa de encargos por atraso, multa e mora. Quem optar pela prorrogação poderá pagar a dívida em até 10 anos. Nesse caso, os descontos são limitados a 50% do saldo devedor.

Conforme vídeo divulgado pelo presidente do Banco do Nordeste, José Gomes da Costa, esta é a primeira vez que os benefícios contemplam empresários urbanos, visto que esse tipo de campanha era focada no produtor rural. “Há uma preocupação em oferecer condições para que os empresários consigam regularizar sua situação e possam realizar novos investimentos”, explica.

Substituição de Encargos Financeiros – Outra situação é a autorização para mudança contratual, substituindo a taxação com base no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) por outros indicadores, ou seja, migrar de taxa pós-fixada, que sofre variações pelo indicador da inflação, para taxa pré-fixada, com parcelas definidas.

O diretor da CDL, Ricardo Scartazzini, avalia que a medida representa uma boa oportunidade para que o empresário possa rever o seu contrato. “A alta da inflação (IPCA) dos últimos meses tem assustado empresários que contrataram crédito com taxas pós-fixadas vinculadas a esse índice. Essa é uma oportunidade de reavaliação do seu contrato junto ao BNB, e buscar a sua melhor opção, levando em consideração o tempo do contrato (curto, médio ou longo prazo) e a variação do IPCA futuro”, ponderou.

Ele reuniu-se com o gerente do BNB, Tony Ailton Calhau; e o gerente de Relacionamento do MPE, Thyago Oliveira Carvalho, para discutir o assunto. “A mudança não é automática, e sim por adesão. O devedor precisa entrar em contato com o banco e avisar sobre a sua intenção de migrar”, pontuou Calhau.

A regularização das dívidas, ressalta Thyago Carvalho, permite aos empreendedores tomarem novos empréstimos para ampliação do seu negócio. Os clientes podem aderir aos benefícios diretamente nas agências do Banco do Nordeste ou iniciar o contato pelo 0800 728 3030.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.