Como saborear as delícias juninas sem prejudicar a saúde oral?

Pé de moleque, milho, maçã do amor, pipoca e quebra-queixo são algumas das delícias típicas do período junino. Apesar de saborosas, podem ser verdadeiras vilãs quando o assunto é saúde oral. Isso porque são iguarias de textura consistente, que podem prejudicar o seu sorriso, como quebrar uma restauração, o aparelho ortodôntico ou o próprio dente.

De acordo com o cirurgião-dentista da Clínica Carvalho, Leonardo Carvalho, para ingerir essas comidas saborosas é preciso ter cautela. “Além de acidentes indesejados, a exemplo das fraturas, essas guloseimas apresentam alto índice de açúcar, que são favoráveis ao aparecimento de cáries. Não podemos esquecer ainda das bebidas alcoólicas, como o licor e a cerveja, e também o refrigerante. Esses itens possuem acidez que podem prejudicar a calcificação e o esmalte do dente”, ressalta o especialista.

Em termos de dicas, Leonardo Carvalho orienta o consumo devagar e sem excessos. “Outra sugestão pertinente é ingerir bastante água entre uma iguaria e outra. O líquido, além dos benefícios gerais à saúde que já conhecemos, sobretudo para o funcionamento dos rins e a hidratação da pele, ajuda a reduzir o nível de acidez e açúcar presentes na boca, como também aumenta o fluxo de saliva. Para ajudar ainda mais, um bochecho de água mineral cairia muito bem”, explica o dentista.

Por fim, mas não menos importante, Leonardo Carvalho destaca a importância da escovação, sendo recomendada três vezes ao dia, após as principais refeições. “Além da escovação, o fio dental é um grande aliado e o seu uso não pode ser negligenciado, pois com ele é possível retirar restos de comida que ficaram presos entre os dentes, onde a escova não consegue alcançar. Assim, você previne tártaro e cáries”, enfatiza o dentista, lembrando que a ida ao consultório odontológico a cada seis meses também deve estar no checklist preventivo das pessoas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.