Crisópolis: 59 anos de emancipação e o que comemorar?!

Prefeito eleito fala sobre dificuldades ainda existentes no município e as propostas da gestão para melhorar a qualidade vida dos cidadãos crisopolenses

Neste ano de 2021 a cidade de baiana de Crisópolis completou 59 anos de emancipação após criar independência do município de Itapicuru. De acordo com o prefeito eleito em novembro passado, Leandro Dantas, apesar de ser um momento de comemoração pela autonomia administrativa conquistada pelo município, ainda há muito o que ser feito para que haja desenvolvimento econômico e social na cidade. “Nossa coligação já dizia o que queríamos para nossa Crisópolis: um Novo Caminho, uma Nova História. É nisso que estamos trabalhando para construir”, afirmou o gestor.

A declaração foi dada com base em dados sobre emprego, renda, educação e saúde do município apresentados no próprio plano de governo da coligação vencedora no pleito municipal de 2020, formada pelos partidos PSB, PT, PP, AVANTE, PSC e SOLIDARIEDADE.

Entre as propostas estão garantir e melhorar o acesso da população à serviços de qualidade, incentivar a instalação de novas unidades industriais e comerciais e o fortalecimento das existentes; incentivar a capacitação profissional: implantar escolas técnico-profissionais e cursos universitários focados na vocação do município; praticar uma gestão inovadora e descentralizada, e articular com entidades representativas para o setor geração de emprego e renda como IFES, SEBRAE, SEST, SENAT e SINE.

“Como um município pequeno sabemos das dificuldades, principalmente, financeira e orçamentária para implementarmos tudo o que propomos para Crisópolis, sem contar com a crise sanitária que vivemos pelo novo coronavírus que impactou economicamente e socialmente todo o mundo. Mas empenharmos esforços para atrairmos mais recursos federais e do governo, bem como através de parcerias público-privadas para aplicarmos de forma coerente e objetiva em setores que mais precisam de crescimento e em projetos e serviços já existentes, mas que precisam ser melhorados e/ou aperfeiçoados. “Se for da vontade de Deus construiremos uma nova história e sim teremos muito mais o que comemorar”, completou Leandro Dantas.

Até a última sexta-feira (12), a cidade tinha contabilizado 544 casos com 456 recuperados e 10 óbitos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.