Dreof recupera R$ 18 mil de mulher lesada por colega de trabalho

Ele e mais dois envolvidos vão responder a inquérito policial

Uma investigação da Delegacia de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes (Dreof) resultou na recuperação de R$ 18 mil retirados da conta de uma mulher de 46 anos por um colega de trabalho que a enganou. Os policiais da unidade identificaram o autor e também outros envolvidos no golpe, que responderão a inquérito policial.

Ao ser instada pelo empregador a criar uma chave PIX para receber seu salário, a funcionária pediu ajuda de um colega, com quem trabalha há 12 anos. De acordo com as investigações, entretanto, o homem se apoderou dos dados dela e programou transferências no valor total de R$ 18 mil para duas pessoas: um morador de seu prédio e um amigo deste. A quantia representava todas as economias da mulher, que pretendia dar entrada em uma casa própria.

Com todos os suspeitos identificados, a Dreof os intimou e os ouviu, como contou o delegado titular da Dreof, Charles Leão. “Após pesquisas e quebras de dados nos bancos envolvidos, recebemos as informações e avançamos na apuração”, declarou. O colega de trabalho da mulher confessou o crime e declarou que os outros dois não sabiam da origem criminosa do dinheiro. Apesar disso, a participação destes dois envolvidos continuará sendo investigada. Eles respondem, preliminarmente, pelos delitos de estelionato, lavagem de dinheiro e associação criminosa. O valor subtraído da conta foi devolvido à mulher lesada.

A Polícia Civil alerta que, ao receber qualquer valor em conta de origem desconhecida, o cidadão deve procurar uma agência bancária para fazer o estorno do valor, além de registrar um Boletim de Ocorrência na delegacia mais próxima ou na Delegacia Virtual. A utilização dos valores pode, no mínimo, implicar no crime de apropriação indébita.

Foto: Ascom-PC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.