Edvaldo Brito lamenta a morte do amigo Duda Mendonça

Hoje, mais um de nós se vai: meu amigo Duda Mendonça. Éramos jovens, na faixa etária dos 16 aos 20 anos, antes da época da TV, reuníamo-nos todas as noites na via sem saída: rua Comendador José Alves Ferreira, no Garcia. Fui testemunha dessa vida, sempre vitoriosa: ao receber um dos primeiros prêmios, de muitos, no Rio de Janeiro, eu era o prefeito de Salvador e ele me convidou para apadrinhar. Foi lindo. Convivemos, assim, desde a juventude, de modo que me faz lamentar profundamente a sua perda. Solidarizamo-nos, com tristeza, Reginalda e eu, com sua família e amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *