Especialista conta como a endorfina dos exercícios físicos pode ajudar a combater o estresse

Em certos momentos não tem como fugir de situações que provocam estresse. Essas situações surgem normalmente como consequência de uma desordem na rotina, quando algo fora da programação entra no circuito e transforma todo o planejamento em caos. Como não existe um jeito de controlar os acontecimentos do dia, a melhor forma de “enfrentar” o estresse é aprendendo a lidar com ele. E para isso, uma grande aliada é a endorfina, como explica Leandro Dias, Coordenador Geral da Rede Alpha Fitness. “A endorfina gera uma sensação de recompensa e bem-estar e essa sensação é produzida em grande quantidade nas atividades que nos geram prazer. Ela está associada a um relaxamento, alívio, contentamento e conquista. Mas o que muita gente não sabe é que a atividade física também gera endorfina”, conta.

A endorfina é um neuro-hormônio e pode trazer benefícios diretamente ligados à qualidade de vida, principalmente quando conectado à prática de esportes. Quando esse hormônio é liberado no nosso corpo, ele tem a capacidade de aumentar a disposição física e mental, melhorando a resistência imunológica e as dores, além de melhorar também a concentração. Como o estresse acaba sendo um grande vilão na hora de se concentrar ou aproveitar melhor os momentos de lazer, o alívio do estresse e a endorfina andam lado a lado. “Durante a atividade física, a endorfina causa uma espécie de explosão de euforia e isso dá mais força de vontade, mais energia para fazer as coisas. A endorfina é fundamental para maximizar os efeitos que a atividade física já traz”, reforça o profissional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.